Geral

Giroto é nomeado pelo governo para ordenar despesas do Aquário do Pantanal

O governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli e o Secretário de Estado da Casa Civil, Osmar Domingues Jeronymo designaram o Secretário de Obras Públicas e Transportes Edson Giroto para ser o ordenador de despesas e coordenador das obras do Aquário do Pantanal, segundo publicação desta quarta-feira (4) do Diário Oficial do Estado. De […]

Arquivo Publicado em 04/12/2013, às 13h43

None
1426701569.jpg

O governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli e o Secretário de Estado da Casa Civil, Osmar Domingues Jeronymo designaram o Secretário de Obras Públicas e Transportes Edson Giroto para ser o ordenador de despesas e coordenador das obras do Aquário do Pantanal, segundo publicação desta quarta-feira (4) do Diário Oficial do Estado.


De acordo com o decreto n° 13.825, Giroto e Luiz Mário Leite Penteado serão os membros da Comissão Especial de Trabalho, considerando que a construção do Aquário do Pantanal  é um empreendimento diferenciado.


Antes supervisionada pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Enpreendimentos), o Aquário será agora supervisionado por uma equipe especial para a instrumentalização do centro, como a instalação dos 26 tanques e implantação do habitat.


Com o decreto, os dois membros da comissão estão autorizados a tomar todas as decisões necessárias para dar celeridade às obras. As despesas serão liberadas e autorizadas por Giroto, que também poderá contratar serviços imprescindíveis para a execução da obra.


Orçado inicialmente em R$ 84 milhões, mas com possibilidade de chegar a mais de R$ 100 milhões, conforme admitido pelo governador André Puccinelli, o projeto é construído no Parque das Nações Indígenas e deve ficar pronto no final do ano que vem. 


Ontem (3) foi publicado mais um aditivo da obra para o escritório de arquitetura de Ruy Ohtake, cujo serviço tinha como valor inicial R$ 3.621.635,13 e está em R$ 4.520.316,40.

Jornal Midiamax