Geral

Fifa não visa lucros e faz bem ao Brasil, diz Valcke

A Fifa é a uma instituição não-lucrativa e “faz bem” ao País e o governo não deu dinheiro para a Copa. Em meio a questionamentos por parte da população brasileira sobre os benefícios da Copa do Mundo, a Fifa lançou uma ofensiva para abafar as críticas e reverter a crise que afeta a imagem do […]

Arquivo Publicado em 24/06/2013, às 16h38

None

A Fifa é a uma instituição não-lucrativa e “faz bem” ao País e o governo não deu dinheiro para a Copa. Em meio a questionamentos por parte da população brasileira sobre os benefícios da Copa do Mundo, a Fifa lançou uma ofensiva para abafar as críticas e reverter a crise que afeta a imagem do governo de Dilma Rousseff e da instituição. “Estamos fazendo muitos boas coisas para o Brasil”, declarou Jérôme Valcke, secretário-geral da entidade.


O cartola francês se contradisse ao explicar a natureza financeira da Fifa. Primeiro, indicou que a entidade era uma “empresa” e que está lucrando com a Copa. Mas emendou apontando que esse dinheiro é usado para bancar os outros eventos da Fifa pelo mundo. “Somos uma entidade não-lucrativa”, declarou.


Valcke confirmou que a receita da Copa deve chegar a US$ 4 bilhões e que será gasto US$ 1,5 bilhão na organização. O restante será distribuído para “desenvolver o futebol” e pagar as demais competições.


“Não estamos ganhando dinheiro para circular em grandes Mercedes. Temos a responsabilidade de desenvolver o futebol”, disse. “Somos uma das organizações esportivas mais transparentes do mundo”.


Valcke ainda insistiu que a Copa das Confederações está indo “muito bem”. Mas evitou dar uma nota para a organização. Segundo ele, a competição vai até o final e não existe plano B nem mesmo para a Copa do Mundo de 2014.

Jornal Midiamax