Geral

Fiems lança programa de ações de combate à dengue em Campo Grande

Preocupado com a epidemia de dengue em Campo Grande, onde já foram notificados pela Prefeitura mais de 9,3 mil casos da doença até o início desta semana e duas mortes confirmadas apenas neste ano, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, lança, no próximo sábado (26/01), às 9 horas, na sede da Associação de Moradores do […]

Arquivo Publicado em 22/01/2013, às 13h49

None
319171733.jpg

Preocupado com a epidemia de dengue em Campo Grande, onde já foram notificados pela Prefeitura mais de 9,3 mil casos da doença até o início desta semana e duas mortes confirmadas apenas neste ano, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, lança, no próximo sábado (26/01), às 9 horas, na sede da Associação de Moradores do Bairro Coophavila II, o Programa Elimine a Dengue do seu Bairro. A iniciativa mobiliza o setor produtivo para beneficiar os bairros já atendidos no âmbito do Ação Fiems, que leva aos bairros da cidade os cursos de qualificação profissional do Senai e de inclusão digital do Sesi.


A princípio, o Programa vai disponibilizar em 16 regiões da cidade, no período de 26 de janeiro a 3 de abril, uma unidade móvel médica do Sesi para orientar os moradores sobre a doença, aferição de pressão arterial, distribuição de folhetos informativos sobre como prevenir a infestação do mosquito transmissor Aedes aegypti e visitas às residências por parte de uma equipe de campo para reforçar as medidas de combate à dengue. As regiões envolvidas são a Coophavila II, Nova Lima, Popular, Tiradentes, Noroeste, Moreninha I, II e III, Portal Caiobá, São Conrado, Santo Amaro, Coophatrabalho, Coronel Antonino, São Francisco, Novo Estados e Piratininga.


Segundo o superintendente do Sesi, Michael Gorski, diante da proporção de notificações da doença, é preciso unir forças para impedir que novos casos sejam registrados. “A dengue tomou grandes proporções e está atrapalhando o setor produtivo e a vida das pessoas. Por isso, o Sistema Fiems, por meio do Sesi, não poderia ficar alheio. Vamos orientar a todos para podermos impedir o registro de novos casos e uma maior proliferação do mosquito causador”, disse.


Já o coordenador do Programa Elimine a Dengue do seu Bairro, Munzer Dib, ressalta que a primeira região a receber a iniciativa será o Coophavila II, onde a estrutura ficará montada do dia 26 de janeiro ao dia 1º de fevereiro. “Vale a pena ressaltar que esta é uma iniciativa de responsabilidade social, ajudamos a indústria a chegar aqui, a se manter e também cuidamos do trabalhador e da família dele”, declarou. Além disso, nesta quarta-feira (23/01), às 18 horas, no Edifício Casa da Indústria, será realizada uma reunião com as lideranças dos bairros atendidos pelo Ação Fiems para detalhar a execução do Programa.


Temor


“O ano mal começou e eu tive dengue hemorrágica. Uma situação desesperadora”, declarou a dona de casa Marta de Souza, 26 anos, moradora do Bairro São Jorge da Lagoa, na região da Coophavila II. Mãe de três crianças, sendo uma de 7, outra de 5 e a terceira de apenas 2 anos de idade, ela sente medo ao pensar que os filhos também podem vir a ter doença. Ela conta que mantém limpo o quintal e evita sair com as crianças para que elas não peguem a doença em outros bairros e não se somem à triste estatística de 9,3 mil notificações de dengue em Campo Grande apenas neste ano.


O tratorista Vitalino Rojas, 68 anos, que nunca teve dengue, mas já vivenciou o drama de ter toda a família doente – a nora e os dois filhos pegaram dengue em 2011 – dá a dica para se manter imune ao ataque do mosquito Aedes aegypit: “No meu caso eu mantenho limpo o meu quintal e, além disso, tem muito repelente em casa e como muito alho, pelo menos três vezes por semana”. Crente na receita para manter bem longe o mosquito causador da dengue, ele lamenta a falta de cuidado da maior parte da população. “Cada um tem de fazer sua parte para que essa doença não se alastre mais e mais e não tenham que passar pelas preocupações que eu tive”, pontuou.


Nesse sentido toda contribuição é bem-vinda. A presidente da Associação de Moradores do Bairro Coophavila II, Maria Bernadete de Carvalho Gauto, contou que diversos moradores da região estão doentes e que tudo o que puder ser feito para orientar as pessoas sobre a doença será bem recebido. “Sabemos que essa é uma doença provocada pela falta de cuidado das pessoas com o seu ambiente. É preciso atenção. Por isso eu posso dizer que a iniciativa da Fiems contribui muito para nos ajudar nessa batalha contra o mosquito. Eu fico muito feliz de ver que a entidade está preocupada em contribuir para resolver os problemas da cidade, primeiro trouxe cursos para o nossos moradores e agora com mais essa iniciativa que muito vai nos ajudar”, declarou.


Serviço – O lançamento do Programa Elimine a Dengue do seu Bairro será às 9 horas de sábado (26/01) na sede da Associação de Moradores do Bairro Coophavila II, localizada na Avenida Marinha, 725

Jornal Midiamax