Geral

FIA abre treino de novatos da F1 para pilotos titulares

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou nesta segunda-feira que as equipes da Fórmula 1 vão poder utilizar seus pilotos titulares no teste de novatos, entre os dias 17 e 19 de julho, no Circuito de Silverstone, na Inglaterra. A atividade vai ajudar a Pirelli a avaliar e corrigir os problemas nos pneus, que assustaram […]

Arquivo Publicado em 01/07/2013, às 19h25

None

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou nesta segunda-feira que as equipes da Fórmula 1 vão poder utilizar seus pilotos titulares no teste de novatos, entre os dias 17 e 19 de julho, no Circuito de Silverstone, na Inglaterra. A atividade vai ajudar a Pirelli a avaliar e corrigir os problemas nos pneus, que assustaram as equipes no GP da Inglaterra, no domingo.


A decisão é uma resposta às críticas de pilotos e times depois dos incidentes ocorridos na corrida inglesa. Durante a prova, o pneu traseiro esquerdo de Lewis Hamilton, Felipe Massa, Sergio Pérez e Jean-Eric Vergne simplesmente explodiu, em momentos distintos da prova, sem causa aparente. Os incidentes não chegaram a causar maiores perigos, mas mudaram a história do GP. Hamilton era o líder quando seu pneu estourou.


Ao liberar a participação dos titulares, a FIA vai auxiliar a Pirelli a descobrir as causas do incidente e também compensará as equipes que não participaram do teste privado realizado somente com a Mercedes, em maio, na Espanha. O time de Ross Brawn não poderá colocar seus carros na pista em punição aplicada pelo Tribunal Internacional da FIA, anunciada no início do mês.


A atividade da Pirelli, realizada com a participação da Mercedes infringiu o regulamento da Fórmula 1, que não permite testes durante a temporada. A proibição se deveu aos altos custos da categoria, que poderia reduzir a presença de equipes menores na F1. O regra, contudo, já foi alterada para liberar sessões durante o próximo ano.


Para esta temporada, a decisão da FIA de abrir o teste de novatos abre um precedente no atual regulamento. Jean Todt, presidente da entidade, justificou a exceção por motivos de segurança. “Nossa prioridade é garantir a segurança de todos na Fórmula 1. Acreditamos que os incidentes em Silverstone representam genuína preocupação com a segurança dos pilotos”, afirmou o dirigente.


“Então, tomamos a decisão de permitir que as equipes contem com todos os seus pilotos para o trabalho de desenvolver os pneus, com a intenção de resolver os problemas que vimos no GP da Inglaterra. Acho que este teste deve ser realizado justamente no circuito onde os problemas se manifestaram”, explicou Todt.


TESTES NO BRASIL – Novas mudanças poderão ser anunciadas nos próximos dias. Uma reunião da FIA nesta quarta-feira, em Nurburgring, local do GP da Alemanha, vai analisar uma proposta de realizar mais testes durante a atual temporada. Uma das possibilidades estudadas, segundo o site da Autosport, é fazer estas sessões logo após o GP do Brasil, no dia 24 de novembro.


Por esta proposta, o Autódromo de Interlagos seria o palco de uma bateria de testes, de dois ou três dias, logo após a corrida em São Paulo. As sessões ajudariam a Pirelli a elaborar os pneus de 2014, temporada na qual a Fórmula 1 passará por diversas mudanças nos carros e no regulamento.

Jornal Midiamax