Geral

Felipão se irrita com pergunta sobre protestos e faz ironias a ingleses

Luiz Felipe Scolari reagiu com irritação à pergunta de um jornalista inglês a respeito de protestos que ocorreram nas cidades-sede nos últimos dias – e também na decisão da Copa das Confederações, neste domingo (30), no Estádio do Maracanã. Enquanto a Seleção Brasileira vencia a Espanha por 3 a 0, neste domingo, era possível inalar, […]

Arquivo Publicado em 01/07/2013, às 00h44

None

Luiz Felipe Scolari reagiu com irritação à pergunta de um jornalista inglês a respeito de protestos que ocorreram nas cidades-sede nos últimos dias – e também na decisão da Copa das Confederações, neste domingo (30), no Estádio do Maracanã. Enquanto a Seleção Brasileira vencia a Espanha por 3 a 0, neste domingo, era possível inalar, das arquibancadas, espécie de ar inflamado por conta de gás de pimenta utilizado do lado de fora pela polícia militar contra manifestantes.

“Não é minha área, não posso falar nada”, disse inicialmente. Em seguida, não se conteve. “Aos ingleses gostaria de perguntar: antes das Olimpíadas, o que aconteceu lá?”, provocou em menção à manifestações que ocorreram nos Jogos Olímpicos de Londres. “Se olhar um pouco para seu país e não quiser falar errado do meu país, dê olhadinha no que aconteceu lá”, acrescentou com ironias.

Em outros momentos de sua entrevista, Felipão fez menções veladas às manifestações que ocorreram durante toda a Copa das Confederações, da abertura em Brasília à final no Rio. “Hoje representamos o Brasil dignamente. Queremos representar na nossa área. Em outras não podemos opinar muita coisa”, afirmou. Pouco depois, também pediu união ao País.

“O que estamos vendo é muito bonito. Quando cantaram ‘o campeão voltou’, o hino. Algumas pessoas podem achar que é bobagem, mas vocês viram nossos jogadores cantando? Estão motivados. Eles recebem isso do torcedor e por isso precisamos dar mais. Quando nos unimos, somos fortes, e precisamos ser unidos em todos sentidos no Brasil. Já mostrou que pode ser assim”.

Neymar ainda foi abordado sobre os episódios do lado de fora do Maracanã e reagiu com lamentações. “Os episódios de brigas fora do estádio são um pouco chatos. É uma coisa ruim, que pode machucar muita gente. Eu não sabia (que ocorreu novamente). A comemoração ficou para quem estava dentro do estádio e a gente comemorou da melhor forma possível”, disse.

Jornal Midiamax