Geral

“Faltou intensidade”, resume Guto Ferreira após derrota para o São Paulo

Faltou intensidade – e sorte – para a Portuguesa ao menos arrancar um empate contra o São Paulo na noite do último sábado, no Morumbi. Esta foi a análise do técnico Guto Ferreira, que após o apito final da derrota de 2 a 1 falou sobre a falta de agressividade da Lusa em alguns momentos […]

Arquivo Publicado em 04/11/2013, às 17h02

None
326174814.jpg

Faltou intensidade – e sorte – para a Portuguesa ao menos arrancar um empate contra o São Paulo na noite do último sábado, no Morumbi. Esta foi a análise do técnico Guto Ferreira, que após o apito final da derrota de 2 a 1 falou sobre a falta de agressividade da Lusa em alguns momentos da partida e lamentou o chute de Gilberto nos minutos finais que explodiu na trave.


O lance aconteceu já nos acréscimos. O artilheiro da Lusa fez jogada individual, arriscou da entrada da área e acertou a trave; a bola rolou em cima da linha e saiu.


“Temos que lamentar o lance do Gilberto, uma jogada individual que bateu na trave e não entrou. Faltou intensidade, proximidade, alguém que segurasse a bola e pudesse romper a linha defensiva do São Paulo”, analisou o treinador.


Com a derrota, a Portuguesa estacionou nos 39 pontos e viu a diferença para a zona de rebaixamento cair para apenas três. Portanto, o jogo do próximo sábado, contra o concorrente direto Coritiba, no Canindé, passou a ser ainda mais decisivo.


“Precisávamos de mais, não adianta ficar chorando e abaixar a cabeça, seguem seis rodadas e cabe à gente romper. O jogo do Coritiba é chave e a gente tem que ganhar para seguir aí na briga pela manutenção [na elite]”, completou Guto Ferreira.

Jornal Midiamax