Geral

Ex-membro de Junta que endividou Santa Casa, Lastoria deve ser secretário de Saúde

O governador adiantou a parlamentares a intenção de, por enquanto, não nomear um substituto de Dobashi e entregar provisoriamente o comando da pasta nas mãos do secretário-adjunto

Arquivo Publicado em 02/07/2013, às 20h06

None
938673955.jpg

O governador adiantou a parlamentares a intenção de, por enquanto, não nomear um substituto de Dobashi e entregar provisoriamente o comando da pasta nas mãos do secretário-adjunto

Ex-integrante como reprensentante do Governo do Estado na junta interventora que administrou a Santa Casa, Antônio Lastoria deve assumir interinamente o comando da Secretaria Estadual de Saúde, após o pedido de demissão de Beatriz Dobashi.


Em conversa com parlamentares, o governador André Puccinelli (PMDB) adiantou a intenção de, por enquanto, não nomear um substituto de Dobashi e entregar pelo menos provisoriamente o comando da pasta nas mãos do secretário-adjunto, Antônio Lastoria.


Na manhã desta terça-feira (2), o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Júnior Mochi (PMDB), já sinalizava com a indicação provisória do adjunto. Ele frisou que costumeiramente, em caso de afastamento do titular, o governador tende a promover o próximo da escala.


Nesta tarde, durante comemoração do aniversário de 65 anos, Puccinelli confirmou a parlamentares que Lastoria iria responder interinamente pela secretaria até a nomeação de um substituto de Dobashi. A titular pediu demissão ontem (1), após gravações da Polícia Federal lançarem suspeita de ela articular a transferência de equipamentos de radioterapia da rede pública à privada.


Após deixar comemoração do aniversário do chefe, Lastoria não confirmou o comando provisório da pasta. “O governador não falou nada comigo”, garantiu. “O trabalho continua normalmente”, emendou sem dar mais detalhes.


Pouco depois, Puccinelli deixou a governadoria e confirmou que, por enquanto, o adjunto responderá pela Secretaria de Saúde. “Pela lista de hierarquia ele é o próximo e vai cumprir a função dele”, disse.


O governador, no entanto, afastou a possibilidade de nomeá-lo para efetivamente assumir a titularidade da pasta. “Não nomeei ninguém e, por agora, não tenho nenhum nome”, garantiu. “Vou avaliar mais”, emendou.


Histórico


Lastoria virou o novo secretário-adjunto da secretaria de Saúde em 5 de junho. Ele participava da direção da Santa Casa desde junho de 2011 e deixou a junta recentemente. A Associação Beneficente de Campo Grande (ABCG), que voltou a tomar conta do hospital, afirma que a Junta Interventora deixou uma dívida de R$ 160 milhões.


Na época, Lastoria assumiu o posto de segundo homem mais forte da Secretaria de Saúde no lugar de Eugênio Oliveira Martins de Barros, exonerado no dia 7 de fevereiro. Ele saiu da secretaria para, obrigatoriamente, voltar a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).


(Matéria editada às 17h49 para acréscimo de informações)

Jornal Midiamax