Geral

EUA: mulheres denunciam esquema de prostituição em base militar

Mulheres soldado que trabalham na base militar americana de Fort Hood, no Estado do Texas, testemunharam na última segunda-feira que elas foram recrutadas para um esquema de prostituição montado por um sargento envolvido no programa de controle de abuso e assédio sexual no posto, informa a agência AP. O testemunho ocorreu durante um julgamento marcial […]

Arquivo Publicado em 04/12/2013, às 11h52

None

Mulheres soldado que trabalham na base militar americana de Fort Hood, no Estado do Texas, testemunharam na última segunda-feira que elas foram recrutadas para um esquema de prostituição montado por um sargento envolvido no programa de controle de abuso e assédio sexual no posto, informa a agência AP. O testemunho ocorreu durante um julgamento marcial de um soldado acusado de utilizar o serviço.


Promotores do Exército dizem que o esquema aliciava jovens mulheres militares em dificuldades financeiras. Promotores disseram na corte militar que Brad Grimes, um soldado com 17 anos de experiência que lutou nas guerras do Iraque e do Afeganistão, participou do esquema de prostituição montado pelo sargento, que ainda não foi indiciado.


A Defesa de Grimes alega que ele está sendo julgado por se recusar a testemunhas contra outro soldado e nega que o seu cliente tenha pago por sexo com uma soldado raso.


O caso emergiu a partir da investigação sobre um coordenador de baixa patente do programa de prevenção de abuso e assédio sexual de Fort Hood.

Jornal Midiamax