Geral

Empresário paulista é multado em mais de R$ 2,6 mil por pescado ilegal

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Costa Rica prendeu nesta manhã (4), um empresário paulista por pesca predatória e transporte na MS-359. O empresário, de 43 anos, de Ribeirão Preto (SP), transportava em uma caminhonete Toyota Hillux duas caixas de isopor com 22 exemplares de peixes da espécie pacu, pesando 29 kg, sendo 10 deles […]

Arquivo Publicado em 04/11/2013, às 15h05

None
893544337.jpg

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Costa Rica prendeu nesta manhã (4), um empresário paulista por pesca predatória e transporte na MS-359.


O empresário, de 43 anos, de Ribeirão Preto (SP), transportava em uma caminhonete Toyota Hillux duas caixas de isopor com 22 exemplares de peixes da espécie pacu, pesando 29 kg, sendo 10 deles fora da medida permitida.


O paulista afirmou ter capturado o pescado no rio Taquari, na região de Silvolândia, no município de Coxim (MS) e estaria levando para sua residência. Além de peixe fora da medida, o pescado estava acima da cota permitida pela legislação, que é de 10 kg mais um exemplar e cinco piranhas por pescador.


O empresário foi multado administrativamente em R$ 2.680. O Veículo e o pescado ilegal foram apreendidos e conduzidos juntamente com o pescador para a Delegacia de Polícia de Costa Rica.


O paulista foi autuado em flagrante por pesca e transporte de produto da pesca predatória e saiu depois de pagar fiança. A pena para este crime é de um a três anos prisão. O pescado será doado a instituições filantrópicas depois de periciado.


Ontem a PMA já havia prendido dois turistas paulistas com 78 kg de pescado, inclusive, um deles também residia em Ribeirão Preto (SP).

Jornal Midiamax