Geral

Empresário diz que suposta fuga de traficante está escrita no livro do delegado assassinado

O empresário Vaderley Scuira, 50 anos, entrou em contato com o Midiamax para afirmar que as constatações sobre uma suposta fuga do narcotraficante Luiz Fernando da Costa, o ‘Fernandinho Beira-Mar’, não sou suas e sim estão descritas no livro ‘Conspiração Federal’, do delegado Paulo Magalhães, que foi executado na terça-feira (25), em Campo Grande. Ele […]

Arquivo Publicado em 28/06/2013, às 20h18

None

O empresário Vaderley Scuira, 50 anos, entrou em contato com o Midiamax para afirmar que as constatações sobre uma suposta fuga do narcotraficante Luiz Fernando da Costa, o ‘Fernandinho Beira-Mar’, não sou suas e sim estão descritas no livro ‘Conspiração Federal’, do delegado Paulo Magalhães, que foi executado na terça-feira (25), em Campo Grande.


Ele ainda ressaltou que prestará depoimento sobre o caso na próxima segunda-feira (1), na DEH (Delegacia Especializada de Repressão a Homicídios), no qual possivelmente comentará a existência de um e-mail, enviado pelo dono do site Última Hora News, Eduardo Carvalho, duas horas antes dele ser assassinado na noite de 21 de novembro de 2012.


Scuira e o delegado Paulo Magalhães estavam acompanhando denúncias envolvendo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (Defurv) e Ministério Público Estadual. Só na Corregedoria da Polícia Civil, a dupla tinha protocolado 15 denúncias sobre o esquema desde 1995.

Scuira afirmou, nesta sexta-feira, que não fez nenhuma declaração sobre o teor do e-mail nem de que a execução poderia estar ligada ao narcotraficante Fernandinho Beira-Mar.

Jornal Midiamax