Geral

Empresa de James Cameron é processada após morte de colega cineasta

A família de um dos cineastas mortos em um acidente de helicóptero, em 2012, na Austrália, está processando a Lightstorm Entertainment, companhia de produção audiovisual de James Cameron, diretor de “Avatar” (2009). Michael DeGruy morreu junto com seu colega Andrew Wight logo após decolar no dia 4 de fevereiro de 2012. Os dois saíram para […]

Arquivo Publicado em 06/11/2013, às 15h04

None

A família de um dos cineastas mortos em um acidente de helicóptero, em 2012, na Austrália, está processando a Lightstorm Entertainment, companhia de produção audiovisual de James Cameron, diretor de “Avatar” (2009).


Michael DeGruy morreu junto com seu colega Andrew Wight logo após decolar no dia 4 de fevereiro de 2012. Os dois saíram para procurar locais para um novo documentário.


Os parentes de DeGruy entraram com um processo contra a Lightstorm Entertaiment e a Earthship Productions porque eles eram os proprietários, os controladores, aqueles que pensaram, criaram, venderam e testaram o helicópero em questão.


A ação judicial foi pedida na segunda-feira (4) na Corte Superior de Los Anegeles. A família procura, segundo o site The Hollywood Reporter, uma punição para aqueles que eles consideram culpados no caso.


O diretor James Cameron, na época do acidente, afirmou que os dois cineastas “eram como família” para ele e que “ambos morreram enquanto faziam o que mais amavam: viajar sobre o mar e embarcar em novas expediçôes que fossem desafiadoras”.

Jornal Midiamax