Geral

“Dourados sem Dengue” vistoria 4.900 imóveis em dois dias

A campanha “Dourados sem Dengue”, determinada pelo prefeito Murilo na terça-feira e iniciada na quarta-feira pela Secretaria de Saúde, vistoriou quase cinco mil imóveis em dois dias de trabalho, conforme balanço divulgado pelo Departamento de Vigilância em Saúde. Os mutirões foram realizados quarta-feira no Jardim Maracanã e Parque Alvorada e na quinta-feira no Jardim Santo […]

Arquivo Publicado em 25/01/2013, às 23h37

None

A campanha “Dourados sem Dengue”, determinada pelo prefeito Murilo na terça-feira e iniciada na quarta-feira pela Secretaria de Saúde, vistoriou quase cinco mil imóveis em dois dias de trabalho, conforme balanço divulgado pelo Departamento de Vigilância em Saúde.

Os mutirões foram realizados quarta-feira no Jardim Maracanã e Parque Alvorada e na quinta-feira no Jardim Santo André e Vila Arapongas. A força-tarefa envolve agentes de endemias, agentes de saúde e equipes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) que cuidam de residências fechadas e apoio do pessoal da Secretaria de Serviços Urbanos.

No Maracanã, as equipes fizeram 1.287 visitas domiciliares, onde encontraram 18 focos do Aedes aegypti e notificaram os proprietários de 12 terrenos baldios com base na Lei da Dengue. Já no Parque Alvorada foram 1.231 casas vistoriadas, oito focos encontrados e 23 terrenos notificados devido à presença de criadouros do mosquito da dengue.

Já na quinta-feira as equipes estiveram no Jardim Santo André, onde fizeram 1.138 visitas, localizaram nove focos e notificaram 15 terrenos baldios. No mesmo dia, 1.261 casas foram vistoriadas no Jardim Arapongas, com nove focos encontrados e 19 terrenos notificados.

No total os agentes estiveram em 4.917 residências em dois dias, eliminando focos e criadouros do mosquito e orientando a população sobre formas simples de combate à dengue.

Nesta sexta-feira as equipes da campanha “Dourados sem Dengue” percorrem o Jardim Ouro Verde e o Jardim Água Boa. No sábado o mutirão será feito no Jardim Itália e no domingo as equipes vão voltar às residências que ficaram pendentes durante o trabalho da semana.

O prefeito Murilo determinou ao secretário de Saúde Sebastião Nogueira uma mobilização intensa das equipes e voluntários para manter a dengue sob controle em Dourados.

O número de casos notificados neste ano aumentou em relação ao ano passado, mas está bem abaixo do apresentado por outras cidades do Estado, que enfrentam epidemia de dengue. Só em Campo Grande são cerca de dez mil casos notificados neste mês.

Jornal Midiamax