Geral

Do lixo ao luxo, ideias sustentáveis e funcionais compõem mostra de decoração em Campo Grande

Muitas boas ideias compõem a Mostra ”Morar mais por Menos”. Os arquitetos abusaram da criatividade para reutilizar materiais, customizá-los ou até mesmo dar outras funções a determinados objetos. De caixas porta trecos, o arquiteto Rafael Apuchahla construiu prateleiras funcionais. Elas podem ser montadas e desmontadas conforme a necessidade do usuário. Ele explica, que o ambien...

Arquivo Publicado em 06/11/2013, às 19h16

None
925074369.jpg

Muitas boas ideias compõem a Mostra ”Morar mais por Menos”. Os arquitetos abusaram da criatividade para reutilizar materiais, customizá-los ou até mesmo dar outras funções a determinados objetos.

De caixas porta trecos, o arquiteto Rafael Apuchahla construiu prateleiras funcionais. Elas podem ser montadas e desmontadas conforme a necessidade do usuário. Ele explica, que o ambiente criado por ele, “o quarto do multiartista”, tem essa característica meio ateliê. Então, ele quis fazer algo em que a pessoa pudesse guardar objetos e ao mesmo tempo deixar a parede ‘lisa’, caso necessitasse.

“Este quarto é o que eu gostaria de ter. Um quarto de um artista, que gosta de musica, de tela, de escultura, e ao mesmo tempo precisa de espaço para guardar as coisas. Como ele pode precisar desse espaço vazio para criar, dá para deixar a parede lisa”, explica.

Quem também optou pela funcionalidade foi a arquiteta Izabella Mercante. O guarda-roupa que ela propõe é feito com material encaixado. Assim, o cliente pode organizar as prateleiras e as gavetas de acordo com o que precisa. “Dá para reorganizar tudo. Colocar conforme a necessidade de cada um”, revela.

Outra boa ideia da artista foi aproveitar uma porta para fazer uma mesa. Ela revela que pegou umas portas que tinha guardada e mandou laquear, como base usou cavaletes. O resultado, além de lindo, é barato. “Dá para por qualquer cavalete, até aqueles de obra. A porta não custa caro e para laquear vai gastar uns R$ 200,00 a R$ 300,00”, diz.

Sustentabilidade

Muita na moda, os pallets chegaram com tudo na Mostra. Usados de mesas a sofás o material que costumava ir para o lixo se transforma em peças bacanas a custo muito baixo.

Na ‘varanda” da Mostra, a arquitela Maysa Campos aproveitou os pallets para fazer um sofá. Almofadas completam o ambiente. “Gosto muito de aproveitar o que é próprio do cliente, o que sobra de uma obra, de uma reforma. Dar uma cara nova ao velho”, diz Campos.

Em outro ambiente, a mesma ideia virou uma mesa de centro com direito a compartilhamento para por revistas, livros ou o que mais quiser.

Até gaze e bagaço de cana foram aproveitados. Os materiais nada convencionais foram usados para fazer uma mesa de canto iluminada que dá um ar bem bacana em qualquer ambiente.

Garrafas de pet não ficaram de fora, e na “sala de almoço”, das arquitetas Diana Menezes e Julieta Sahib, a luminária de flores foram todas feitas com o material.

A Mostra

A Mostra Morar mais por Menos abre para o público a partir de amanhã (7) e vai até 15 de novembro. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 16h às 22 horas. O telefone para contato é 3304-8500.

Jornal Midiamax