Geral

Diante da Espanha, Felipão conta com a força da torcida

Quando a bola rolou nesta quinta-feira para Espanha e Itália, a seleção brasileira desembarcava na base aérea do Galeão, no Rio, depois da vitória sobre o Uruguai no dia anterior, em Belo Horizonte. Sob forte esquema de segurança, a delegação do Brasil foi transportada para o hotel, na zona sul da cidade, e os atletas […]

Arquivo Publicado em 27/06/2013, às 21h49

None

Quando a bola rolou nesta quinta-feira para Espanha e Itália, a seleção brasileira desembarcava na base aérea do Galeão, no Rio, depois da vitória sobre o Uruguai no dia anterior, em Belo Horizonte. Sob forte esquema de segurança, a delegação do Brasil foi transportada para o hotel, na zona sul da cidade, e os atletas chegaram bem na hora do intervalo do jogo que acontecia em Fortaleza. Deu tempo suficiente para subirem e assistirem ao segundo tempo, além da prorrogação e dos pênaltis em seus quartos. Assim, descobriram que vão enfrentar os espanhóis na final da Copa das Confederações.


Com a definição do adversário na final de domingo, o técnico Luiz Felipe Scolari citou a força do público no Maracanã como arma para bater a Espanha, atual campeã mundial e bicampeã europeia. “Serão mais de 70 mil brasileiros gritando e nos incentivando a buscar a vitória e o título”, disse Felipão, em declaração ao site da CBF. “Tenho certeza de que o torcedor do Rio fará a mesma manifestação de apoio que tivemos até agora em todas as cidades por onde a seleção brasileira passou.”


Nesta sexta-feira, Felipão comanda o primeiro treino de preparação para a final contra a Espanha. Os jogadores vão trabalhar no Estádio São Januário, pertencente ao Vasco, em São Cristóvão, na zona norte do Rio. E no sábado, a seleção brasileira faz o reconhecimento do gramado do Maracanã. A decisão da Copa das Confederações está marcada para começar às 19 horas do domingo.

Jornal Midiamax