Depois de Siufi, ex-secretário de Saúde pede afastamento do atendimento nos postos

O ex-secretário de Saúde de Campo Grande, Leandro Mazina, pediu dois anos de licença do cargo de médico, referência 15, da prefeitura. Segundo decreto, publicado no Diário Oficial de Campo Grande, o secretário se afastará para tratar de interesse particular. Nesta semana, o vereador Paulo Siufi (PMDB) também pediu afastamento da prefeitura. Mazina e Siufi […]
| 12/07/2013
- 19:09
Depois de Siufi, ex-secretário de Saúde pede afastamento do atendimento nos postos

O ex-secretário de Saúde de Campo Grande, , pediu dois anos de licença do cargo de médico, referência 15, da prefeitura. Segundo decreto, publicado no Diário Oficial de Campo Grande, o secretário se afastará para tratar de interesse particular. Nesta semana, o vereador Paulo Siufi (PMDB) também pediu afastamento da prefeitura.

Mazina e Siufi foram remanejados pelo prefeito Alcides Bernal (PP) no dia 16 de maio. Na publicação o prefeito informou que a dupla que atendia na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Distrito de Aguão, localizado a 35 quilômetros de Campo Grande, agora atenderiam as demandas dos postos de Campo Grande.

No dia 2 de julho a prefeitura convocou Mazina a comparecer na secretaria em um prazo de cinco dias, correndo risco de sofrer medidas administrativas caso não fizesse a regularização de sua vida funcional.

Mazina também é funcionário do Governo do Estado. No dia 23 de janeiro ele reassumiu a função, mas não chegou a atender em hospitais. O cunhado do ex-prefeito Nelsinho Trad foi nomeado para exercer função na diretoria geral de gestão estratégica da secretaria de Saúde, onde é ocupante do cargo de Especialista de Serviços de Saúde, na função de médico 20 horas, classe GVC/SAL/SUP/E, código 31216.

No dia 1º de abril, em despacho publicado pela Assembleia Legislativa, Mazina recebeu adicional de insalubridade pela função no Governo do Estado, o que significa que ele está prestando serviço na Casa de Leis.

Últimas notícias