Geral

Del Bosque embarca para o Brasil torcendo para não ter “azar” em sorteio

O técnico da seleção da Espanha, Vicente del Bosque, embarcou nesta quarta-feira rumo ao Brasil, onde vai assistir, na sexta, ao sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014. No aeroporto de Madri, Del Bosque afirmou estar “tranquilo” em relação ao que o destino reserva para sua equipe nas chaves do Mundial e que […]

Arquivo Publicado em 04/12/2013, às 21h07

None

O técnico da seleção da Espanha, Vicente del Bosque, embarcou nesta quarta-feira rumo ao Brasil, onde vai assistir, na sexta, ao sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014.

No aeroporto de Madri, Del Bosque afirmou estar “tranquilo” em relação ao que o destino reserva para sua equipe nas chaves do Mundial e que torce apenas para que “não haja muito azar”, como o de cair em um grupo da morte.

O treinador viajou acompanhado de seu auxiliar, Toni Grande, e pelo preparador físico da seleção, Javier Miñano, além de dirigentes da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

“O mais importante é que estejamos bem. Sem olhar o adversário que possamos vir a pegar”, disse.

“Devemos respeitar todos os rivais. Tratar todos da mesma forma. Temos seis meses para nos preparar para a competição”, acrescentou.

O sorteio será realizado na sexta-feira, na Costa do Sauípe, na Bahia, e a chegada da delegação espanhola está prevista para a madrugada de quinta.

Del Bosque, que se mostrou preocupado com as condições meteorológicas que a Espanha pode encontrar durante o Mundial, como na Copa das Confederações – “os jogadores sofreram”, disse -, rejeitou o rótulo de seleção favorita ao título.

“Não se pode falar de favoritismo. Seria uma ousadia. Há outras muito boas e uma grande concorrência. O Brasil, por ser o país sede, é o mais forte”, destacou o técnico espanhol, que também destacou o poderio das seleções africanas, “sobretudo Costa do Marfim, Gana e Camarões” e dos representantes da América do Sul, “capazes de complicar a vida de qualquer um”.

Jornal Midiamax