Geral

CPI da Saúde em MS ouve gestores em Coxim nesta segunda-feira

Coxim será a segunda cidade fora de Campo Grande a ser visitada pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga os recursos repassados pelo SUS (Sistema Único de Saúde) a 11 municípios de MS nos últimos cinco anos. A reunião ordinária era realizada nesta segunda-feira (1) , a partir das 14h, na Câmara Municipal da […]

Arquivo Publicado em 30/06/2013, às 12h50

None

Coxim será a segunda cidade fora de Campo Grande a ser visitada pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga os recursos repassados pelo SUS (Sistema Único de Saúde) a 11 municípios de MS nos últimos cinco anos. A reunião ordinária era realizada nesta segunda-feira (1) , a partir das 14h, na Câmara Municipal da cidade.

Serão ouvidos o diretor do Hospital Regional de Coxim, Marcelo César de Arruda Ferreira, o Ex-Presidente do Conselho Municipal de Saúde Pública, vereador Franciel de Oliveira, a Presidente do Conselho Municipal de Saúde de Coxim, Eliza Magali Nantes Vieira, os o Ex-Secretários Municipais de Saúde Pública, Mário Nakada e Gilberto Portela Lima e o atual Secretário Municipal de Saúde Pública, Rogério Márcio Alves Souto.

Para o presidente da CPI, deputado estadual Amarildo Cruz, cada nova visita vai representar um avanço para o trabalho de investigação. “Cada município apresenta algum tipo de problema na saúde e terá um capítulo no relatório final. Precisamos saber a realidade de cada região para apontarmos soluções para os problemas que serão constatados”, explicou.

Os parlamentares querem saber como estão sendo feitos os repasses dos recursos do SUS para unidades hospitalares de Campo Grande, Corumbá, Paranaíba, Dourados, Três Lagoas, Jardim, Coxim, Aquidauana, Nova Andradina, Ponta Porã e Naviraí.

As investigações serão realizadas durante 120 dias, podendo ser prorrogadas por mais dois meses. Os deputados vão apurar os recursos repassados pelo SUS a 11 municípios nos últimos cinco anos.

Denúncias

Para ajudar no trabalho de investigação, os deputados criaram o e-mail ([email protected]), para as pessoas que tiverem interesse em denunciar irregularidades nas unidades hospitalares.

“Esse e-mail é exclusivamente para receber denúncias que possam nos ajudar. Queremos investigar, mas o papel principal da CPI é ajudar a melhorar a saúde em Mato Grosso do Sul. Por isso esse e-mail será fundamental no nosso trabalho”, informou Amarildo.

Outra ferramenta para que os cidadãos possam acompanhar os trabalhos que estão sendo feitos pela CPI é a fan page (facebook.com/cpidasaudeemms) .

As reuniões ordinárias da CPI são realizadas todas as segundas-feiras, a partir das 15 horas, sempre abertas à população. A comissão é composta pelos deputados Amarildo Cruz (PT) – presidente, Lauro Davi (PSB) – vice-presidente, Junior Mochi (PMDB) – relator, Mauricio Picarelli (PMDB) – vice-relator e Onevan de Matos (PSDB) – membro. (Com informações da assessoria)

Jornal Midiamax