Geral

Conselheiro tutelar alerta famílias a ouvirem as crianças para evitar casos de abuso

Por conta do caso da menina de quatro anos que foi abusada por um vizinho da família de 57 anos enquanto a mãe trabalhava o conselheiro tutelar Alex Fabiano, argumenta que é importante para mãe e pais conversarem e ouvirem os filhos, para evitar que abusos como esse aconteçam. Ele também afirma que é importante […]

Arquivo Publicado em 08/10/2013, às 13h34

None

Por conta do caso da menina de quatro anos que foi abusada por um vizinho da família de 57 anos enquanto a mãe trabalhava o conselheiro tutelar Alex Fabiano, argumenta que é importante para mãe e pais conversarem e ouvirem os filhos, para evitar que abusos como esse aconteçam. Ele também afirma que é importante os pais conhecerem bem o histórico de quem vai cuidar das crianças.


“Quando os pais chegarem em casa depois do trabalho que conversem com os filhos, que os ouçam. Durante o banho observem o corpo, veja se tem alguma marca, e sempre orientem as crianças a não deixarem ninguém as tocar de maneira imprópria”, aconselha Alex.


De acordo com o conselheiro é muito importante que os pais conheçam as pessoas com que as crianças vão ficar e as ensinem a desconfiarem de investidas “O ideal seria que existissem Ceinfs (Centro de Educação Infantil) para todas as crianças, mas infelizmente essa não é a realidade, e os país precisam trabalhar, então entendemos que é uma situação dificil”, argumenta.


Ele afirma que os pais devem conhecer o histórico da pessoa que vai cuidar da criança e de preferência que essa pessoa seja um familiar “Não existe uma cartilha contra o abuso, que infelizmente pode acontecer em qualquer lugar com qualquer pessoa. O que a gente argumenta é de os pais conhecerem e ficarem de olho, realmente”.


Aléx Fabiano trabalha há dois anos e meio no Conselho Tutelar Sul, que abrange o bairro Guanandi, onde aconteceu o caso de abuso.


Entenda o caso


Um homem de 57 anos, identificado pelas iniciais J.L. foi preso em flagrante na noite desta segunda-feira (07) por estupro de vulnerável. Ele abusou de uma menina de quatro anos de idade, filha da vizinha. A mulher do acusado às vezes tomava conta da criança. O homem foi detido em flagrante e será encaminhado a uma unidade prisional da cidade.


Segundo ele, como às vezes a esposa dele cuidava da menina ele tinha facilidade em entrar na casa e conhecia a criança. Ele afirma que no momento do abuso, pegou um colchonete e colocou na sala, pediu para a menina deitar com ele e iniciou os abusos. Ele afirmou que introduziu o dedo na criança. Eles moram na região do bairro Guanandi em uma vila de casas.


A polícia não passou mais informações por conta de possíveis represarias contra a casa do acusado. O homem foi preso em flagrante por estupro de vulnerável e será encaminhado a uma unidade prisional.  Se condenado o acusado pode pegar de 8 á 15 anos de prisão.


Jornal Midiamax