Geral

Começam hoje as comemorações do 20º aniversário do Alto Comissariado da ONU

O Dia dos Direitos Humanos 2013 – comemorado em todo o mundo em 10 de dezembro – marca o 20º aniversário da criação do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos (ACNUDH) e os 65 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Por isso, as celebrações deste ano começam no dia 5 de dezembro […]

Arquivo Publicado em 05/12/2013, às 14h31

None

O Dia dos Direitos Humanos 2013 – comemorado em todo o mundo em 10 de dezembro – marca o 20º aniversário da criação do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos (ACNUDH) e os 65 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Por isso, as celebrações deste ano começam no dia 5 de dezembro e se estenderão por uma semana com eventos em todo o mundo. As comemorações se iniciam em Genebra (Suíça), onde funciona a sede do ACNUDH, e hoje, quinta-feira (5), uma série de mesas-redondas discutirão questões relacionadas aos direitos humanos.


Uma das mesas terá a presença de um dos inventores da Rede Mundial de Computadores (Internet) e criador da Fundação World Wide Web, Tim Berners- Lee, que vai discutir, com a Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay, o acesso à internet e o equilíbrio entre segurança e privacidade online.


A ex-relatora especial da ONU para os defensores dos direitos humanos, Hina Jilani, e o relator especial das Nações Unidas sobre execuções extrajudiciais, Christof Heyns, vão liderar painéis de discussão sobre a proteção do espaço para os defensores dos direitos humanos e a construção de um sistema eficaz de direitos humanos para os próximos 20 anos. Os painéis serão moderados pela jornalista Ghida Fakhry Khane, que era até recentemente uma das principais âncoras da Al Jazeera em inglês.


E para enriquecer as discussões, representantes da sociedade civil do Zimbábue, Colômbia, Tunísia e Noruega também compartilharão suas perspectivas e experiências no assunto.


O evento terá também a apresentação do músico Salif Keita, do Mali. Conhecido como a “Voz de Ouro da África”, Keita nasceu com albinismo e, em 2005, fundou a Fundação Global Salif Keita para aumentar a conscientização sobre a doença.


O programa completo e biografias dos participantes podem ser encontrados na página http://at20.ohchr.org/events.html onde também estão disponibilizadas informações sobre comemorações em outros lugares do mundo.

Jornal Midiamax