Geral

Buscando evitar tumulto, campo-grandenses vão às compras de Natal neste domingo

Um dia depois do início do horário especial, que começou neste sábado (7), os campo-grandenses aproveitaram o domingo (8) para ir às compras de fim de ano. Buscando evitar o tumulto das ultimas semanas do ano, começaram a ir atrás dos presentes de Natal no centro da cidade. A família do operador de empilhadeiras Antonio […]

Arquivo Publicado em 08/12/2013, às 16h58

None
1828098461.jpg

Um dia depois do início do horário especial, que começou neste sábado (7), os campo-grandenses aproveitaram o domingo (8) para ir às compras de fim de ano. Buscando evitar o tumulto das ultimas semanas do ano, começaram a ir atrás dos presentes de Natal no centro da cidade.

A família do operador de empilhadeiras Antonio Paulo, 30, aproveitou para ir às compras. Tatiane Gomes dos Santos, 32, esposa do operador, comprou calçados para a família. “Saímos sem planejar nada, andamos e o preço era bom, compramos”, diz. Antonio imagina que durante a semana as lojas estarão mais cheias. “Agora está bom para olhar as coisas com calma. É hora de comprar os presentes e não pensar nas dívidas, depois a gente vê o que acontece”, conta.

O militar Marcelo Vieira, 50, e sua mulher Ana Charbeu, 46, enfermeira, aproveitaram a tranqüilidade do domingo. “Está mais vazio, bem melhor sem tumulto, o atendimento melhora”, observa Marcelo. Ele ponderou que algumas lojas estavam fechadas. “Até achamos que não tinha começado ainda a abrir as lojas. Não são todas que estão abertas”, revela.

O casal comprou roupas e calçados para eles e para o amigo secreto da academia. Mas afirma que não é a última vez que sairão às compras para o Natal. “Ainda vamos voltar pelo menos umas duas vezes”, declara Ana.

O bancário Antonio Afonso Arruda, 54, também partilha do pensamento dos outros: movimento menor e facilidade para comprar com calma. “Eu vou comprar tudo até semana que vem, porque nas duas últimas vai estar um caos”, acredita. Antonio criticou a falta de vagas para estacionar no centro. “Aqui é mais barato, mas às vezes shopping é melhor porque tem de tudo e tem estacionamento”, analisou.

Movimentação

De acordo com pesquisa da Fecomércio, serão movimentados com as compras de Natal este ano em Campo Grande, quase R$ 1 Bilhão.

Jornal Midiamax