Geral

Brasil pode ser a 4ª maior economia do mundo em 2050, diz estudo

O Brasil pode ser a quarta maior economia do mundo em 2050, atrás apenas de China, Estados Unidos e Índia, segundo estudo da consultoria PwC. Atualmente ocupando a sétima posição, o Brasil passaria Japão, Alemanha e Rússia entre as maiores potencias econômicas do planeta. Segundo o estudo, “a crise financeira global acelerou o processo de […]

Arquivo Publicado em 18/02/2013, às 17h50

None

O Brasil pode ser a quarta maior economia do mundo em 2050, atrás apenas de China, Estados Unidos e Índia, segundo estudo da consultoria PwC. Atualmente ocupando a sétima posição, o Brasil passaria Japão, Alemanha e Rússia entre as maiores potencias econômicas do planeta.



Segundo o estudo, “a crise financeira global acelerou o processo de mudança do centro de gravidade econômica mundial, definindo que a China, os Estados Unidos e a Índia possuem potencial para serem as três maiores economias do planeta até 2050. Além disso, o Brasil destaca-se por apresentar fortes indícios de que passará o Japão e ocupará a quarta posição nesse ranking, no mesmo período”.



O relatório, porém, aponta alguns riscos políticos e macroeconômicos que ameaçam o crescimento dos países emergentes, caso do Brasil. Segundo o estudo, a excessiva dependência das receitas do petróleo e gás pode ser um problema para o país.



A pesquisa aponta que a China deverá ultrapassar os EUA como a maior economia já em 2017. A Índia deverá se tornar um gigante econômico global, posicionando-se como a terceira economia do planeta em 2050.



China, Índia, Brasil e outros mercados emergentes destacadas no estudo ganharão importância não somente por oferecer menores custos de produção, mas também pelo tamanho de seus crescentes mercados de consumo.



“Num período em que a tendência de crescimento global nas economias desenvolvidas é estimada em não mais que 2%, as empresas terão que olhar cada vez mais para estas regiões se quiserem crescer”, afirma John Hawksworth, economista-chefe da PwC no Reino Unido e coautor do relatório.



A análise da PwC pontua que a Rússia poderá superar a Alemanha bem antes de 2030, para se tornar a maior economia europeia, mas nos rankings globais poderá ser ultrapassada pelo Brasil antes de 2050.


Jornal Midiamax