Geral

Bloqueios de sem-terra duram cinco horas e causam congestionamentos de 60 quilômetros

Movimento organizado pelos sem-terra e assentados foi para chamar a atenção do Governo Federal para a reforma agrária e mais investimentos nos assentamentos

Arquivo Publicado em 28/06/2013, às 15h31

None
18894425.jpg

Movimento organizado pelos sem-terra e assentados foi para chamar a atenção do Governo Federal para a reforma agrária e mais investimentos nos assentamentos

Os sete bloqueios, realizados durante toda a manhã desta sexta-feira (28), nas rodovias federais que cortam o Mato Grosso do Sul causaram congestionamento de pelo menos 60 quilômetros. Os bloqueios começaram por volta das 7 horas da manhã e terminaram às 12 horas.

O movimento, organizado pelos sem-terra e assentados, foi para chamar a atenção do Governo Federal para a reforma agrária e mais investimentos nos assentamentos. Apesar de a manifestação ter durado cinco horas e causado transtornos aos motoristas, representantes do Incra (Instituto Nacional da Reforma Agrária) não foram até os pontos de mobilização. A presença de representantes do instituto era uma das reivindicações dos manifestantes.

Conforme informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), a liberação foi feita após negociações entre a polícia e os manifestantes. “Eles entenderam que, após cinco horas de manifestação, conseguiram chamar a atenção para a causa deles e aceitaram liberar a via”, informou a assessoria de imprensa da PRF.

A PRF disse ainda que antes de conseguir a liberação total dos pontos bloqueados, os policiais negociaram que, a cada determinado tempo, fosse liberado um lado da via por vez para os motoristas passarem. Em alguns pontos os manifestantes deixaram os carros passarem a cada 10 minutos, em outros os motoristas precisaram esperar meia hora para começar a passagem.

Os pontos bloqueados foram três na BR-163, um na altura do quilômetro 100 em Itaquiraí, do 407 em Nova Alvorada do Sul e do km 630 em São Gabriel do Oeste; na BR-267, na altura do km 7 em Três Lagoas, e do km 302 em Campo Grande (saída para São Paulo) próximo ao Assentamento Estrela; e dois na BR-060, no Km 550 em Nioaque, e na região de Figueira, entre Sidrolândia e Campo Grande.

Jornal Midiamax