Geral

Banco Central retira compulsório sobre posição vendida de câmbio

Os bancos deixarão de recolher ao Banco Central (BC) parte dos valores aplicados em apostas de que o dólar vai cair. A autoridade monetária eliminou o compulsório sobre a posição vendida de câmbio. De acordo com o órgão, a medida aumentará a oferta de dólares no mercado futuro, aliviando a pressão sobre a moeda norte-americana […]

Arquivo Publicado em 26/06/2013, às 00h33

None

Os bancos deixarão de recolher ao Banco Central (BC) parte dos valores aplicados em apostas de que o dólar vai cair. A autoridade monetária eliminou o compulsório sobre a posição vendida de câmbio. De acordo com o órgão, a medida aumentará a oferta de dólares no mercado futuro, aliviando a pressão sobre a moeda norte-americana registrada nas últimas semanas.

A medida só valerá a partir da publicação no Diário Oficial da União, cuja data ainda não foi anunciada. O BC, no entanto, definiu que o período de cálculo dos valores a serem recolhidos começará em 1º de julho.

Desde janeiro de 2011, os bancos são obrigados a depositar no BC parte da posição vendida no mercado cambial, que representam as apostas na queda da moeda norte-americana. Em dezembro do ano passado, o compulsório correspondia a 60% sobre a posição vendida superior a US$ 3 bilhões.

O compulsório, no entanto, terá pouco efeito prático. Isso porque, até o último dia 19, os bancos estavam comprados em US$ 4,473 bilhões, segundo os dados mais recentes divulgados pelo BC. Em vez de apostarem na queda do dólar, as instituições financeiras estão apostando na alta da moeda norte-americana, na posição comprada de câmbio.

Jornal Midiamax