Geral

Aviação síria bombardeia posições rebeldes na região de Damasco

A aviação síria bombardeou neste sábado a região de Sbeiné, ao sul de Damasco, para tentar expulsar os rebeldes de suas posições nos subúrbios da capital, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). “Os caças bombardearam áreas de Sbeiné e as forças do regime atingiram a cidade”, disse o OSDH. A TV estatal informou […]

Arquivo Publicado em 02/11/2013, às 21h15

None

A aviação síria bombardeou neste sábado a região de Sbeiné, ao sul de Damasco, para tentar expulsar os rebeldes de suas posições nos subúrbios da capital, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).


“Os caças bombardearam áreas de Sbeiné e as forças do regime atingiram a cidade”, disse o OSDH.


A TV estatal informou que o Exército tem “realizado grandes progressos contra os terroristas em Sbeiné”, em referência aos rebeldes.


Segundo o OSDH, o Exército tem o apoio de milícias pró-regime e de combatentes do Hezbollah libanês em sua ofensiva contra os redutos rebeldes ao sul da capital.


“O bombardeio faz parte da ofensiva do regime contra redutos rebeldes no sul e em torno da capital”, indicou o diretor da OSDH, Rami Abdel Rahman.


No leste de Damasco, vários bairros controlados pelos rebeldes estão cercados pelo Exército há meses, e a população sofre com a falta de alimentos e outros gêneros, com vários casos de desnutrição.


A ofensiva das forças pró-regime avança no bairro de Barzé, no norte da capital.


No bairro de Bab al-Jabié, no centro de Damasco, “um ataque de morteiro realizado pelos terroristas feriu várias pessoas”, informou a agência oficial Sana.


Na localidade de Jaramana, a sudeste da capital síria, a queda de um obus deixou nove feridos, ainda segundo a agência Sana.


Os caças também bombardearam Mahin, uma cidade na província de Homs (centro), onde os insurgentes tentavam se apoderar de um depósito de armas há duas semanas.


Os combates deixaram mortos de ambos os lados: 100 entre as tropas do Exército e 80 entre os “jihadistas” que lutam com os rebeldes, assinalou o OSDH.


Na região de Aleppo, no norte do país, as forças do regime tomaram dos rebeldes a cidade de Aziziyeh, após conquistar a estratégica cidade de Sfeira, segundo fontes da insurgência.


Na província de Hassaké (noroeste), combatentes curdos tomaram várias cidades e a estrada entre Ras al-A¯n e Abu Rassine, em combates contra “jihadistas do EIIL e da Frente al-Nosra, segundo o OSDH.


As forças curdas combatem os “jihadistas” em sua região após a saída das tropas do Exército, e obtiveram uma série de vitórias na última semana, visando estabelecer uma zona autônoma na região da fronteira com o Iraque.


A guerra na Síria já matou mais de 120 mil pessoas em 31 meses de combates e obrigou milhões a deixarem suas casas, de acordo com o OSDH, que se informa através de uma rede de ativistas e de fontes médicas do país.

Jornal Midiamax