Geral

Assessoria de Russo nega boato de novo pedido de licença do Senado

A assessoria no senador Antônio Russo (PR) negou, nesta terça-feira (22), novo pedido de licença. Desde 14 de julho de 2012, o parlamentar vem desfalcando a bancada sul-mato-grossense no Senado para se recuperar de AVC (Acidente Vascular Cerebral). Até agora, Russo tirou três licenças que juntas somam 110 dias de afastamento. Primeiro, ele se afastou […]

Arquivo Publicado em 22/01/2013, às 14h59

None
966590312.jpg

A assessoria no senador Antônio Russo (PR) negou, nesta terça-feira (22), novo pedido de licença. Desde 14 de julho de 2012, o parlamentar vem desfalcando a bancada sul-mato-grossense no Senado para se recuperar de AVC (Acidente Vascular Cerebral).


Até agora, Russo tirou três licenças que juntas somam 110 dias de afastamento. Primeiro, ele se afastou por 70 dias. Depois, pediu mais 30 dias. Em 14 de novembro, solicitou outros 10 dias. A distância dos trabalhos em plenário, no entanto, ultrapassa os 110 dias, somando período de recesso e faltas do parlamentar.


Dessa forma, picadas, as licenças impediram Ruben Figueiró de Oliveira (PSDB) de assumir o cargo e de garantir a representatividade de três nomes de Mato Grosso do Sul no Senado.


Pelo regimento interno da Casa de Leis, o suplente só é convocado quando a licença atingir 120 dias. Em caso de convocação do substituto, o titular continuaria recebendo normalmente o salário e as vantagens do cargo.


Com o fim da terceira licença, Russo aproveitou o recesso parlamentar para esticar seu afastamento. O plano era voltar ao Senado dia primeiro de fevereiro.


Neste sentido, ele faz sessões de fisioterapia e fonoaudiologia para melhorar a situação de braço paralisado e a dificuldade para falar. Russo assumiu vaga no Senado no lugar de Marisa Serrano, que virou conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Jornal Midiamax