Geral

Assassino diz que matou patrão borracheiro com 24 facadas por ‘roubar’ a mulher dele

O homem que matou o borracheiro Ruben Martins Coelho, de 51 anos, se apresentou ontem ao Delegado do Serviço de Investigação Geral (SIG), Adilson Sitiguivitis em Dourados – distante a 225 km de Campo Grande. Segundo a polícia, o rapaz de 35 anos confessou o homicídio alegando motivos passionais. Conforme o SIG, o auxiliar matou […]

Arquivo Publicado em 05/11/2013, às 11h07

None
852259409.jpg

O homem que matou o borracheiro Ruben Martins Coelho, de 51 anos, se apresentou ontem ao Delegado do Serviço de Investigação Geral (SIG), Adilson Sitiguivitis em Dourados – distante a 225 km de Campo Grande.


Segundo a polícia, o rapaz de 35 anos confessou o homicídio alegando motivos passionais. Conforme o SIG, o auxiliar matou o patrão por causa da mulher que estaria se separando dele para ficar com o borracheiro.


No dia do crime, em 27 de outubro passado, um domingo, o acusado diz que foi conversar com a vítima e acabou o matando.


Alega que foi agredido e se defendeu matando o borracheiro com 24 golpes de faca, sendo dez na cabeça, duas no braço esquerdo, uma na perna esquerda, duas do lado esquerdo do tórax, uma no rosto e oito no abdome. O assassinato aconteceu na borracharia, que fica na Rua Hayel Bon Faker com a Manoel Rasslem, no Jardim Água Boa.


No local, havia indícios de luta corporal, já que alguns objetos estavam esparramados pelo chão. A polícia de Dourados apreendeu o computador ligado a uma webcam na oficina onde ocorreu o crime.


As autoridades encontraram duas facas com vestígios de sangue. O corpo foi avistado por uma pessoa que parou na borracharia para trocar o pneu do carro, e em seguida acionou a polícia.


O autor foi ouvido e liberado e vai responder ao processo em liberdade.

Jornal Midiamax