Geral

Antônio João discute demarcação de terra em audiência pública nesta sexta-feira

Ruralistas e indígenas discutem o processo de demarcação de terra em Antônio João, região sul do estado, nesta sexta-feira (5). A audiência publica está marcada para às 13 horas no Clube Social do município. Segundo a presidente do Sindicato Rural de Antônio João, Roseli Maria Ruiz, a audiência foi solicitada à Câmara Municipal por ruralistas […]

Arquivo Publicado em 04/07/2013, às 12h27

None

Ruralistas e indígenas discutem o processo de demarcação de terra em Antônio João, região sul do estado, nesta sexta-feira (5). A audiência publica está marcada para às 13 horas no Clube Social do município.

Segundo a presidente do Sindicato Rural de Antônio João, Roseli Maria Ruiz, a audiência foi solicitada à Câmara Municipal por ruralistas e lideranças indígenas. “A audiência é legítima. Vem atender uma demanda tanto de um lado como de outro”, diz.

A presidente e também antropóloga explica que o objetivo é buscar soluções pacíficas sem interferências de organismo internacionais a assuntos estritamente brasileiros. “Não há roteiro, cada um vai dizer o que tem vontade de dizer. Aqueles que se dizem representantes tanto de um lado como de outro devem estar presentes. A causa é uma só: solução para os dois lados”, exclama.

Segundo ela, foram convidados representantes da Assembleia Legislativa, do Cimi (Conselho Missionário Indigenista), da Funai (Fundação Nacional do Índio), ruralistas e indígenas. “Só não virá na discussão quem não quiser, todos foram convidados”, afirma.

Fazenda Fronteira

A Fazenda Fronteira, de propriedade da antropóloga está ocupada por índio guarani-caiova/ñdeva desde 1998.

A audiência também tem como finalidade resolver esta ocupação, já que conflitos mais recentes, como o da Fazenda Buriti, se discutem a resolução, enquanto que em Antônio João não se vê movimentação para solucionar o problema.

(Colaborou Luiz Valnei, de Antônio João)

Jornal Midiamax