Geral

AGORA: Mário César quer levar a sessão até o fim

O presidente da Câmara dos vereadores de Campo Grande Mário César (PMDB) declarou que não pretende “fechar” a sessão para votação da abertura de comissão processante contra o prefeito Alcides Bernal (PP). “Não quero chegar a este limite. Hoje (8) por conta destas manifestações, tive que encerrar a sessão”, disse. Mário César também criticou o prefeito […]

Arquivo Publicado em 08/10/2013, às 14h27

None
1374162678.jpg

O presidente da Câmara dos vereadores de Campo Grande Mário César (PMDB) declarou que não pretende “fechar” a sessão para votação da abertura de comissão processante contra o prefeito Alcides Bernal (PP). “Não quero chegar a este limite. Hoje (8) por conta destas manifestações, tive que encerrar a sessão”, disse.

Mário César também criticou o prefeito e seus aliados por “trazer gente para ser contra o poder legislativo”. O presidente da Câmara cutucou Bernal: “O prefeito tinha falado que os vereadores o atrapalham e hoje ele trouxe gente para desorganizar a Câmara”.

O procurador jurídico da Câmara Fernando Pineis revelou que toda sessão é obrigatoriamente aberta ao público, mas, se o presidente da Câmara entender que é preciso proteger a integridade física dos vereadores, ele pode “fechar” a sessão ao público.

A votação da abertura de comissão processante contra Bernal também pode ser prorrogada se Mário César achar necessário. “Se o presidente da Câmara não estiver sentindo segurança de realizar a votação, ele pode, sim, prorrogá-la”, disse o procurador.

O vereador Paulo Siufi (PMDB) questionou Bernal: “Por que estão tentando impedir a abertura da comissão? Por que estão mandando torcida organizada vir à Câmara para insultar os vereadores?”, disse, criticando a conduta do prefeito e de seus aliados.

Jornal Midiamax