Geral

Voluntários ensinam técnica de conservação e doam alimentos em Corumbá

Mais de 60 pessoas aproveitaram a manhã de sábado, 21 de julho, para aprender uma técnica que conserva o arroz e o feijão por até dois anos. A prática é bastante simples e se utiliza de materiais facilmente encontrados no cotidiano familiar. “Só precisamos de garrafas pet e alho”, explicou Elba da Fonseca Vieira, responsável […]

Arquivo Publicado em 23/07/2012, às 20h45

None

Mais de 60 pessoas aproveitaram a manhã de sábado, 21 de julho, para aprender uma técnica que conserva o arroz e o feijão por até dois anos. A prática é bastante simples e se utiliza de materiais facilmente encontrados no cotidiano familiar. “Só precisamos de garrafas pet e alho”, explicou Elba da Fonseca Vieira, responsável pelo curso. Aos 70 anos, a voluntária faz parte do programa “Mãos que Ajudam”, desenvolvido pela primeira vez em Corumbá.


“O projeto é realizado em todo o País. Neste ano foram arrecadadas 415 toneladas de alimentos e envolveu aproximadamente 130 mil voluntários”, detalhou Márcio Patelli, diretor de assuntos públicos do “Mãos que Ajudam” no Estado. Em Corumbá, os 70 voluntários conseguiram arrecadar cerca de 350 quilos de arroz e feijão. Tudo foi doado às familias que participaram da oficina, realizada na sede social da Infraero.


“São pessoas assistidas pelos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) da cidade”, explicou Samuel Nunes Ancina, presidente do ramo Corumbá da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. “Para participar do projeto, precisamos mobilizar a igreja e a sociedade, fomos no comércio e conseguimos arrecadar esses alimentos doados aqui”, continuou. Uma nova ação está programada já para o mês que vem.


Quarenta e três cadeiras de rodas serão doadas para pessoas carentes da cidade. Serão contemplados 25 cadeirantes assistidos pela Apae e 18 indicados pela Secretaria Municipal de Assistência Social. “Essas cadeiras foram conseguidas pela “Ajuda Comunitária” da Igreja. Em 12 meses já são 511 equipamentos iguais a esses conseguidos só para o Mato Grosso do Sul”, disse Márcio.


A entrega das cadeiras será no próximo dia 28, em Campo Grande, quando a campanha nacional “Mãos de Ajudam a Armazenar e Doar Alimentos” será encerrada. “Na sexta-feira (20) nos reunimos com o prefeito Ruiter (Cunha de Oliveira) e ele se dispôs a trazê-las para Corumbá”, completou Patelli, que veio para a cidade com a mãe, a mulher e os filhos.


Mais de 60 pessoas aproveitaram a manhã de sábado, 21 de julho, para aprender uma técnica que conserva o arroz e o feijão por até dois anos. A prática é bastante simples e se utiliza de materiais facilmente encontrados no cotidiano familiar. “Só precisamos de garrafas pet e alho”, explicou Elba da Fonseca Vieira, responsável pelo curso. Aos 70 anos, a voluntária faz parte do programa “Mãos que Ajudam”, desenvolvido pela primeira vez em Corumbá.


“O projeto é realizado em todo o País. Neste ano foram arrecadadas 415 toneladas de alimentos e envolveu aproximadamente 130 mil voluntários”, detalhou Márcio Patelli, diretor de assuntos públicos do “Mãos que Ajudam” no Estado. Em Corumbá, os 70 voluntários conseguiram arrecadar cerca de 350 quilos de arroz e feijão. Tudo foi doado às familias que participaram da oficina, realizada na sede social da Infraero.


“São pessoas assistidas pelos CRAS (Centros de Referência de Assistência Social) da cidade”, explicou Samuel Nunes Ancina, presidente do ramo Corumbá da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. “Para participar do projeto, precisamos mobilizar a igreja e a sociedade, fomos no comércio e conseguimos arrecadar esses alimentos doados aqui”, continuou. Uma nova ação está programada já para o mês que vem.


Quarenta e três cadeiras de rodas serão doadas para pessoas carentes da cidade. Serão contemplados 25 cadeirantes assistidos pela Apae e 18 indicados pela Secretaria Municipal de Assistência Social. “Essas cadeiras foram conseguidas pela “Ajuda Comunitária” da Igreja. Em 12 meses já são 511 equipamentos iguais a esses conseguidos só para o Mato Grosso do Sul”, disse Márcio.


A entrega das cadeiras será no próximo dia 28, em Campo Grande, quando a campanha nacional “Mãos de Ajudam a Armazenar e Doar Alimentos” será encerrada. “Na sexta-feira (20) nos reunimos com o prefeito Ruiter (Cunha de Oliveira) e ele se dispôs a trazê-las para Corumbá”, completou Patelli, que veio para a cidade com a mãe, a mulher e os filhos.


Voluntariado


“Poder ajudar o próximo é o que nos engrandece”. Assim o diretor do “Mãos que Ajudam” explicou a motivação de reunir a família e percorrer os mais de 400 quilômetros que separam Corumbá de Campo Grande. “O que nos move é o amor e a caridade”, definiu Elba Vieira. “Estou há 22 anos como membro da Igreja e há 10 como assistente do projeto”, continuou.


“Para fazer parte do voluntariado não precisa necessariamnte ser da nossa Igreja, Qualquer pessoa interessada em ajudar o próximo pode nos procurar”, afirmou Samuel Ancina. A sede da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Corumbá fica na rua Cabral, número 1900. Em todo o País, o grupo realiza a reforma e limpeza de creches, praças, doação de agasalhos e várias outras ações sociais.



“Poder ajudar o próximo é o que nos engrandece”. Assim o diretor do “Mãos que Ajudam” explicou a motivação de reunir a família e percorrer os mais de 400 quilômetros que separam Corumbá de Campo Grande. “O que nos move é o amor e a caridade”, definiu Elba Vieira. “Estou há 22 anos como membro da Igreja e há 10 como assistente do projeto”, continuou.


“Para fazer parte do voluntariado não precisa necessariamnte ser da nossa Igreja, Qualquer pessoa interessada em ajudar o próximo pode nos procurar”, afirmou Samuel Ancina. A sede da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Corumbá fica na rua Cabral, número 1900. Em todo o País, o grupo realiza a reforma e limpeza de creches, praças, doação de agasalhos e várias outras ações sociais.


Jornal Midiamax