Geral

Vendaval destrói telhados e árvores na zona rural de Batayporã

Vendaval deixou rastros de destruição ontem à tarde na zona rural de Batayporã. Uma chuva de aproximadamente 15 minutos, acompanhado de granizo e um vendaval deixou várias residências destelhadas, árvores danificadas, postes de alta tensão quebrados na tarde desta terça-feira, dia 30/10 no assentamento Mercedina, localizado no munícipio de Batayporã, bem como em propriedades rur...

Arquivo Publicado em 31/10/2012, às 15h22

None
1586503744.bmp

Vendaval deixou rastros de destruição ontem à tarde na zona rural de Batayporã. Uma chuva de aproximadamente 15 minutos, acompanhado de granizo e um vendaval deixou várias residências destelhadas, árvores danificadas, postes de alta tensão quebrados na tarde desta terça-feira, dia 30/10 no assentamento Mercedina, localizado no munícipio de Batayporã, bem como em propriedades rurais próximas.


No lote 35, segundo o morador Geilson Vieira dos Santos, de 33 anos, o vento durou pouco mais de 2 minutos e foi o suficiente para destelhar todo o barracão onde se faz a ordenha na propriedade.


Na mesma propriedade toda a rede de energia entre o poste padrão e a residência foi danificada, quebrando postes e a fiação. “Eu moro aqui há três anos e nunca passei tanto medo”, contou o trabalhador ao Nova Notícias. Geilson disse que no momento do vento estava em casa com a esposa e um filho.


No sítio pertencente ao produtor rural Silvio Calizotti, o estrago foi ainda maior. Lá o vento foi tão forte que toda a estrutura metálica onde servia como garagem para equipamentos agrícolas no tamanho 30×25 foi destruída, caindo sob o equipamento.


A casa onde reside o funcionário, também teve parte do telhado arrancado com a força do vento, mas ninguém ficou ferido.


De acordo com a dona de casa o vento foi semelhante a um tornado. A garagem que serve para guardar os demais maquinários também teve o telhado arrancado.


Conforme o proprietário os prejuízos causados passa de 30 mil reais. Outro proprietário rural relatou a reportagem que a plantação de melancia também foi danificada com a chuva de granizo.


Além das redes particulares, sete postes pertencentes à Enersul também foram destruídos. De acordo com o escritório regional da empresa, em Nova Andradina várias equipes de trabalhos deslocaram para a região nas primeiras horas desta quinta-feira para refazer a rede e assim que o trabalho estiver concluído restabelecer a energia elétrica nas propriedades rurais atingidas.

Jornal Midiamax