Geral

Venda de motos cresce 19,45% em março

Em março, o setor de motocicletas do Distrito Federal comercializou 1.388 unidades. Em relação a fevereiro, quando 1.162 unidades foram emplacadas, houve uma alta de 19,45%. Esse é o segundo crescimento consecutivo de 2012. No mês anterior, o mercado já havia apresentado um acréscimo de 26,03% nas vendas, de acordo com pesquisa do Sindicato dos […]

Arquivo Publicado em 24/04/2012, às 19h06

None

Em março, o setor de motocicletas do Distrito Federal comercializou 1.388 unidades. Em relação a fevereiro, quando 1.162 unidades foram emplacadas, houve uma alta de 19,45%. Esse é o segundo crescimento consecutivo de 2012. No mês anterior, o mercado já havia apresentado um acréscimo de 26,03% nas vendas, de acordo com pesquisa do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do DF (SINCODIV/DF).


Entretanto, as vendas do primeiro trimestre ainda não superam as do ano passado. De janeiro a março de 2012, 3.472 unidades foram emplacadas, contra 4.006 no mesmo período de 2011. Mesmo com a queda no acumulado do ano, o resultado obtido em março sinaliza uma recuperação e deixa os empresários do setor mais otimistas.


Christian Montalvão, diretor de Motocicletas do SINCODIV/DF, afirma que há uma conjuntura econômica mais favorável, que dará mais força ao segmento. “Algumas medidas recentes anunciadas pelo governo federal, como a ampliação do crédito dos bancos públicos e o incentivo à indústria, surtirão efeitos no mercado como um todo. As instituições financeiras privadas também vão acabar ficando mais flexíveis, o que facilitará o acesso ao financiamento”, afirma.


Com isso, Montalvão acredita numa boa recuperação do mercado de motos este ano que, desde 2008, vem sofrendo com a crise econômica mundial. No âmbito nacional, a retomada de crescimento é mais perceptível, fato que leva os concessionários do DF a acreditar numa alta este ano.


De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, em março, as vendas para o consumidor final, calculadas com base no número de emplacamentos, apresentaram um acréscimo de 1% no primeiro trimestre de 2012, em relação ao mesmo período do ano passado. “A alta é pequena, mas não deixa de ser expressiva. Esperamos melhorar o desempenho este ano”, considera Christian.


Ranking


Dentre as seis marcas que venderam mais em março, a Yamaha registrou o maior crescimento, com 150 motos, contra 76, em fevereiro, o que rendeu uma alta de 97,4%. Contudo, a Honda continua na primeira posição do rannking. A montadora emplacou no DF 1.089 unidades, contra 948, no mês anterior, ou seja, alta na comercialização de 14,9%. A JTA/Suzuki vem logo em seguida, com 42 motos emplacadas, contra 34, o que representou um aumento de 23,5%


A Harley Davidson e a Kasinski ficaram empatadas, com 27 motos vendidas cada uma. Ambas registraram queda na comparação com fevereiro, quando venderam 33 e 30 unidades, respectivamente. Apesar da última colocação, a Kawasaki apresentou a segunda maior alta de março, de 43,8%. Foram 23 unidades, contra 16 no período anterior.


Ranking das marcas mais vendidas em Brasília em março de 2012 (Motos)


1º Honda 1.089 unidades


2º Yamaha 150 unidades


3º Suzuki 42 unidades


4º Harley Davidson 27 unidades


5º Kasinski 27 unidades


6º Kawasaki 23 unidades

Jornal Midiamax