Geral

TRE apreende lista com suposta compra de voto no Indubrasil

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), acompanhado da Polícia Federal, realizou na manhã desta sexta-feira (26) uma busca e apreensão de material com suposta compra de voto no bairro Indubrasil, em Campo Grande. O juiz da 35ª zona eleitoral, Flávio Saad Peron, contou que a equipe foi ao bairro após receber denúncia de que mulheres estariam […]

Arquivo Publicado em 26/10/2012, às 20h01

None

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), acompanhado da Polícia Federal, realizou na manhã desta sexta-feira (26) uma busca e apreensão de material com suposta compra de voto no bairro Indubrasil, em Campo Grande.

O juiz da 35ª zona eleitoral, Flávio Saad Peron, contou que a equipe foi ao bairro após receber denúncia de que mulheres estariam com uma lista para uma possível compra de voto para o candidato do PMDB à Prefeitura de Campo Grande, Edson Giroto. No local os policiais aprenderam cadernos que, segundo o juiz, levam a crer que poderia ser compra de voto. O material será avaliado pelo Ministério Público.

Peron explicou que o TRE está recebendo denúncias 24 horas por dia pelo telefone 3326-0001 ou por meio do formulário disponibilizado na página do TRE (www.tre-ms.jus.br). Para acessá-lo, basta clicar em “Disque-Denúncia”.

O juiz alertou que o autor da denúncia precisa informar dados como hora, dia e porque acredita que está sendo feita a compra de voto, para evitar deslocamentos como o que ocorreram nesta quinta-feira (25), quando a equipe foi mobilizada para uma denúncia falsa. O juiz pretende autuar por falsa comunicação de delito quem ligar ao TRE para passar trote.

Segundo Peron, o número de denúncias caiu em relação ao primeiro turno. Até o momento o TRE tem recebido em média cinco denúncias por dia, sendo todas por possível compra de voto.

Jornal Midiamax