Geral

Tite usa formação que nunca atuou junta, com Douglas e Jorge Henrique

O Corinthians terá diante do Chelsea neste domingo uma formação que pela primeira vez será utilizada em campo. A confirmação de Jorge Henrique entre os titulares apresentará um time com três atacantes e sem um armador. Tite minimiza o ineditismo e ressalta que as características do jogo determinaram a mudança. “No futebol não existe fórmula […]

Arquivo Publicado em 15/12/2012, às 16h48

None
1498175492.jpg

O Corinthians terá diante do Chelsea neste domingo uma formação que pela primeira vez será utilizada em campo. A confirmação de Jorge Henrique entre os titulares apresentará um time com três atacantes e sem um armador. Tite minimiza o ineditismo e ressalta que as características do jogo determinaram a mudança.



“No futebol não existe fórmula mágica. A confiança que se dá é repetindo. No primeiro jogo eu queria mais posse de bola. Para o jogo contra o Chelsea, quero uma transição mais rápida. Repito: não tenho preferência individual”, disse.



A campanha da Libertadores se iniciou com o esquema 4-3-3. No decorrer do torneio, Tite abdicou de um atacante – Liedson – usando dois meias e dois atacantes. O 4-4-2 foi o esquema final contra o Boca Juniors.



Desde então, o Corinthians efetivou o 4-4-2, com Douglas na vaga de Alex. Perto do Mundial, o sistema ganhou uma variação, trocando um jogador rápido de frente (Romarinho) por um de área (Guerrero).



Agora frente ao Chelsea, Tite retomará o 4-3-3, com Jorge Henrique, Emerson e Guerrero, com Danilo dando suporte ao trio. Paulinho, com isso, ganha mais liberdade para se infiltrar, tendo Jorge Henrique cuidando da marcação adversária.


Jornal Midiamax