Geral

Thiaguinho pede perdão a palmeirenses por ‘bobagens’ e ofensas

O cantor Thiaguinho se retratou por conta do episódio em que teria puxado gritos de “ei, Palmeiras, vai tomar no c…” durante a recepção do clube alvinegro após a conquista do Mundial de Clubes no Japão, em São Paulo. O músico negou que tenha iniciado o coro em cima do trio elétrico, que contava com […]

Arquivo Publicado em 19/12/2012, às 12h24

None
1990919722.jpg

O cantor Thiaguinho se retratou por conta do episódio em que teria puxado gritos de “ei, Palmeiras, vai tomar no c…” durante a recepção do clube alvinegro após a conquista do Mundial de Clubes no Japão, em São Paulo. O músico negou que tenha iniciado o coro em cima do trio elétrico, que contava com jogadores alvinegros, mas confirmou que acabou levado pela emoção e cometeu um erro ao xingar o time rival.


“A gente ontem estava muito feliz com o título do Corinthians e no meio da festa a gente acabou cometendo algumas bobagens. Em uma onda de não só comemorar nosso título, fizemos brincadeirinhas com outras torcidas. São coisas que acontece normalmente em um bar, com amigos, mas quando você está com o microfone na mão não pode. A gente acabou errando, peço perdão para que a gente possa mudar a mentalidade. Não precisa ofender a outra torcida”, disse o cantor.


Após as provocações de Thiaguinho, torcedores do Palmeiras publicaram diversas mensagens no Facebook do cantor, cobrando respeito e pedindo uma retratação, chegando até a ameaçá-lo de morte. O ex-vocalista do Exaltasamba fez questão de dizer que não fez nada de caso pensado e pediu um fim de situações de revoltas violentas como as registradas nesta terça-feira.


“Foi sem maldade, mas essa rivalidade que sempre existe no futebol gerou desconforto. Acho cabível, no calor da emoção excedemos um pouquinho, se fosse comigo eu também não gostaria…Todo torcedor tem de se comportar, não repetir mais esses erros, a gente vê tanto exemplo de confusão desnecessária. Temos que pedir esse perdão”, completou.


Corintiano assumido, Thiaguinho relembrou ainda que nunca teve problemas deste tipo e que tem bom relacionamento com torcedores e jogadores de rivais do novo campeão mundial. “Eu como músico tenho um relacionamento muito bom em várias tribos. Já cantei em festa de títulos do são paulo, gravei dvd no Palmeiras, sou amigo do Neymar e já visitei o CT do Santos…A gente acaba mexendo com paixão, esqueci que era cantor e formador de opinião. Não puxei (o coro), mas acabei participando dessa manifestação”.

Jornal Midiamax