Geral

Stevie Wonder faz show de Natal para 450 mil em Copacabana

Em clima de concerto de Natal, mas com boa dose de romantismo e de soul, Stevie Wonder fez um show memorável em palco montado na areia da Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, na noite desta terça-feira. O músico empolgou e emocionou a multidão de cerca de 450 mil pessoas que se aglomerou em […]

Arquivo Publicado em 26/12/2012, às 11h23

None
1327352347.jpg

Em clima de concerto de Natal, mas com boa dose de romantismo e de soul, Stevie Wonder fez um show memorável em palco montado na areia da Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, na noite desta terça-feira. O músico empolgou e emocionou a multidão de cerca de 450 mil pessoas que se aglomerou em frente ao Hotel Copacabana Palace desde o início da tarde à sua espera.


Com um pequeno atraso de 18 minutos, Stevie Wonder iniciou o seu tão esperado show vestindo uma túnica dourada. O músico americano começou o concerto logo com um hit para ouvir os primeiros gritos e palmas de empolgação da multidão: What a Wonderful World This Would Be.


Wonder, que é cego, foi guiado até o palco por sua filha Aisha e dois filhos mais novos e recebeu um “boa sorte” de Gilberto Gil. “Tudo bem? Quero dar um feliz Natal para todos vocês e agradecer pelo convite. É a primeira vez que passo o Natal no Brasil e está sendo maravilhoso”, disse o astro, que ainda pediu para o público dar um feliz Natal para seu filho Miles, que ficou nos Estados Unidos.


Sentado ao seu piano, Wonder enfileirou hits transformando as areias de Copacabana numa grande pista de dança de soul music – e local ideal para casais enamorados. A primeira grande comoção veio com Higher Ground, quarta música do concerto, que fez todo o público levantar as mãos e cantar junto.


O público ainda ouviu o clássico The Way You Make Me Feel, a açucarada e não menos clássica Isn’t She Lovely – composta em homenagem a Aisha – e Waiting In Vain, de Bob Marley, antes da subida de Gilberto Gil ao palco, 1h30 depois do início do show.


Os dois cantaram partes de Você Abusou em português e Gil, que subiu ao palco com uma camisa onde se via escrita a frase “Rio Eu Amo Eu Cuido” ouviu uma declaração de amor de Wonder e cantou com ele canções natalinas e I Just Called To Say I Love You com direito a versão em prtuguês também e refrão entoado por centenas de milhares de vozes.


Para finalizar a participação de Gil no show do amigo (que durou cerca de meia hora), Samba de Uma Nota Só para dar um clima de bossa nova que combina com Copacabana melhor que em qualquer lugar. Na sequência, Sunshine Of My Life.


Simpático com o público, Wonder também tocou “Garota de Ipanema” para fazer uma média com os cariocas. Bem em momento que o show dava uma caída por causa de músicas mais lentas, foi a forma de resgatar a empolgação. Principalmente quando o músico tocou a música de forma magistral numa harmônica.


“Eu sei que vocês querem ir embora, mas nós vamos fazer festa até 2069, está bem?”, brincou Wonder quando já passava de meia-noite. Ainda deu tempo de tocar “Superstition” com seus dois filhos na bateria. O show não foi tão longo quanto Wonder gostaria, mas ficará na memória do Rio de Janeiro por muito tempo.


Stevie Wonder se despediu dizendo que pretende voltar ao Rio em 2013. Sua intenção é fazer um show beneficente para arrecadar brinquedos para as crianças no Natal similar o que ele já faz anualmente nos Estados Unidos há 17 anos. Teve gente no público fazendo da promessa do músico o seu pedido de Natal.

Jornal Midiamax