Geral

Som da Concha apresenta som multicultural de Vinil Moraes e A Zaga neste domingo

A Fundação de Cultura do governo de Mato Grosso do Sul apresenta neste domingo (22), às 17h30, no palco do Som da Concha, no Parque das Nações Indígenas, os trabalhos autorais e de amplas influências culturais de Vinil Moraes e da banda A Zaga. As apresentações, como sempre, tem entrada franca. Referência de multiplicidade e […]

Arquivo Publicado em 20/04/2012, às 14h56

None

A Fundação de Cultura do governo de Mato Grosso do Sul apresenta neste domingo (22), às 17h30, no palco do Som da Concha, no Parque das Nações Indígenas, os trabalhos autorais e de amplas influências culturais de Vinil Moraes e da banda A Zaga. As apresentações, como sempre, tem entrada franca.


Referência de multiplicidade e diversidade na música sul-mato-grossense, Vinil Moraes compõe idéias, reúne acordes e canta suas canções com uma bagagem cultural imensa. Para o show o músico selecionou um repertório autoral que mistura samba, reggae, soul e ritmos africanos.


A participação especial ficará por conta de Mestre Orlando, que acompanhará Vinil Moraes cantando as músicas “Yonomani” e “Senha”. Os músicos Walter Madruga (bateria), Danilo Lopes (contrabaixo), Leandro Perez (guitarra) e Luis Carlos Santana “Baiano” (percussão) formam a banda de apoio.


Vinil já adianta: a música “Porrada é Sempre no Mesmo Lugar” terá uma nova versão surpresa para o show. “É sempre bom poder tocar minhas músicas e apresentar as parcerias que tenho feito para o público freqüente da Concha”, salienta o músico.


Formada pelos ex-integrantes da Grass, banda atuante no cenário musical do Estado, A Zaga nasceu do reencontro de cinco músicos amigos que misturaram os timbres, guitarras e tamborins, violinos e beats eletrônicos, funk e harmonia dissonante.


Rodrigo Estrada (vocal), Leandro Perez (guitarras e vocal), Felipe Nahas (bateria), Luciano de Sá (contrabaixo) e Tiko (percussões e programações eletrônicas) apostam na soma das vertentes da música nacional, como o samba e a bossa, com as batidas dos ritmos africanos, a jinga da música cubana e o clássico rock’n roll. A Zaga mistura tudo num caldeirão rítmico que fala a linguagem do povo.


No som da Concha deste domingo os músicos apresentam o trabalho do disco “Reduto”, primeiro desta nova fase vivida pela banda. Além do show preparado para o projeto, A Zaga participará do 9º Festival América do Sul, abrindo o show da banda mineira Skank.


Som da Concha


O projeto é uma realização da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul em parceria com a Fundação Manoel de Barros, TV Brasil Pantanal e 104 FM Rádio MS. Prevê apresentação de shows em domingos alternados.


A Concha Acústica Helena Meirelles fica no Parque das Nações Indígenas, na Rua Antonio Maria Coelho, nº 6000. Outras informações pelo telefone (67) 3314-2030. A entrada para os shows é franca.

Jornal Midiamax