Geral

Site da Assetur é invadido e “hacker” deixa mensagem sobre tarifa

Não sabe ao certo o horário, mas o site da Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo e Urbano) foi “raqueado”. Desde o início da manhã, usuários que acessam o site encontram dizeres como: “Não aceitamos isso, já pagamos muitos impostos para ainda ter aumento na tarifa de ônibus…Chega! Basta! O povo acordou, o povo […]

Arquivo Publicado em 02/03/2012, às 15h52

None
726769209.jpg

Não sabe ao certo o horário, mas o site da Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo e Urbano) foi “raqueado”. Desde o início da manhã, usuários que acessam o site encontram dizeres como: “Não aceitamos isso, já pagamos muitos impostos para ainda ter aumento na tarifa de ônibus…Chega! Basta! O povo acordou, o povo decidiu, ou pára a roubalheira ou paramos o Brasil!!!”.


A empresa, segundo o diretor-presidente, João Rezende Filho, afirma que neste momento o problema ainda não foi solucionado. A assessoria da empresa também afirma que o caso chegará ao conhecimento da Polícia Civil, já que serviços de horários de itinerários, compra e recarga de passes e endereços de pontos de venda estão ocultos por mensagens anônimas.

“Acredito que é um direito do cidadão reclamar a respeito daquilo que não está satisfeito e de achar caro a tarifa de ônibus. Mas este é um serviço controlado pela Prefeitura, que possui toda uma estrutura para regular os preços”, afirma Rezende.


Segundo João, o serviço oferecido deve acompanhar as melhorias feitas na cidade, o que reflete em investimentos e no preço da tarifa de ônibus, que é de R$ 2,85. “O gás de cozinha irá aumentar em 14% e ninguém fala nada. O preço do ônibus subiu abaixo da inflação, mas é um serviço que possui um apelo maior da população”, argumenta Rezende.

Jornal Midiamax