Geral

Sistemas de Produções Sustentáveis são foco de projetos da Aprosoja e Famasul

Produtores de Mato Grosso do Sul terão para 2013, dois projetos para auxiliá-los com orientações e capacitações sobre técnicas sustentáveis por meio de consultorias, o que vai proporcionar também, a adequação da propriedade em relação à legislação ambiental e trabalhista. A afirmação é do diretor executivo da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso […]

Arquivo Publicado em 26/10/2012, às 18h13

None

Produtores de Mato Grosso do Sul terão para 2013, dois projetos para auxiliá-los com orientações e capacitações sobre técnicas sustentáveis por meio de consultorias, o que vai proporcionar também, a adequação da propriedade em relação à legislação ambiental e trabalhista. A afirmação é do diretor executivo da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul – Aprosoja/MS e assessor técnico da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul – Famasul, Lucas Galvan.



Um deles é o ‘Soja Plus’, ou ‘Programa de Gestão Socioambiental da Propriedade Rural Brasileira’, que pretende oferecer capacitação ao produtor rural por meio de assistência técnica e educação ambiental, em conjunto com o monitoramento de melhores práticas agrícolas na propriedade; com critérios de gestão que garantem ao produtor rural, melhoria contínua da produção, conforme requisitos de desempenho economicamente viáveis, socialmente justos e ambientalmente corretos, sem custo.



O outro, denominado ‘SALSA’, já é estudado em algumas fazendas Sul-mato-grossenses e visa proporcionar também, de forma conjunta, um desenvolvimento sustentável às pequenas e médias empresas, e pequenos produtores, oportunizando acessibilidade aos mercados. Essa iniciativa funciona por meio da interação de dois grupos: o dos formuladores de políticas, consumidores, e outras organizações de partes interessadas da sociedade civil que exercem influência sobre a definição do marco regulatório e, dos pequenos produtores, micro e pequenos empreendimentos da indústria agroalimentar.



Ambos os projetos são resultados de uma reunião realizada na sede da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais – Abiove, em São Paulo, no dia 22 de outubro. Na ocasião, o diretor executivo da Aprosoja/MS participou junto a representantes da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul – Famasul e demais instituições de pesquisa e de representações setoriais, de discussões acerca de ações que visam garantir sustentabilidade das cadeias produtivas do agronegócio.



Iniciativa de sucesso – Em Mato Grosso, o ‘Soja Plus’, ou ‘Programa de Gestão Socioambiental da Propriedade Rural Brasileira’ já existe, e é resultado de uma parceria entre a Aprosoja/MT, Abiove e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Senar/MT. Na região, a principal meta é preparar o homem do campo para atender as demandas de forma mais sustentável do ponto de vista econômico, social e ambiental.



“Espera-se uma melhor compreensão dos obstáculos reais que restringem o acesso das cadeias de produção brasileira à mercados mais exigentes, para que possamos agregar valor aos produtos de Mato Grosso do Sul, por meio de adoção de tecnologia e praticas sustentáveis, assim como já tem funcionado no MT”, explica Galvan.



Para finalizar, Galvan diz que “essas ações buscam iniciar um círculo virtuoso de relações mutuamente benéficas entre as empresas do setor alimentar, instituições educacionais e de pesquisa, formuladores de políticas, consumidores, e a sociedade civil da América Latina e da União Europeia”.


Jornal Midiamax