Geral

Sindicato dos Bancários paralisa atividades do HSBC nesta quinta

As agências do Banco HSBC amanheceram com as portas fechadas nesta quinta-feira (14). Assim como ocorreu na última terça-feira (12) com as agências do Banco Itaú, a manifestação se deve ao número de bancários demitidos sem justa causa. Segundo informações do secretário geral do Sindicato dos Bancários, Edvaldo Barros, somente no Paraná, estado onde o […]

Arquivo Publicado em 14/06/2012, às 13h03

None
287320520.jpg

As agências do Banco HSBC amanheceram com as portas fechadas nesta quinta-feira (14). Assim como ocorreu na última terça-feira (12) com as agências do Banco Itaú, a manifestação se deve ao número de bancários demitidos sem justa causa.


Segundo informações do secretário geral do Sindicato dos Bancários, Edvaldo Barros, somente no Paraná, estado onde o HSBC concentra suas atividades, aproximadamente 650 pessoas foram demitidas nos últimos 12 meses.


Ele explica que com as demissões, os funcionários que ficam acabam absorvendo outras atividades. “Está havendo sobrecarga de trabalho e muitos bancários têm ficado doentes. Com isso, os trabalhadores acabam se afastando das unidades. A pressão é muito grande”.


O sindicalista disse ainda que apesar das demissões, as metas dos funcionários só aumentam e os lucros do bancs também.


A também sindicalista Janaína Deam ainda indicou que somente com as taxas cobradas pelos bancos é possível pagar mais que um afolha de pagamento, assim, segundo ela, não há justificativa para as demissões. “Somente as taxas correspondem a 150% da folha de pagamento, porque tantas demissões”, questiona.


Contraf


Em uma carta dirigida aos clientes da instituição financeira, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), federações e sindicatos de bancários explicam que o movimento é contra as demissões que resultam em sobrecarga de trabalho aos que permanecem no emprego e prejudicam consideravelmente o atendimento ao público.


Lucros


Em 8 de maio deste ano, o site de notícias UOL publicou que o HSBC superou as expectativas com um lucro de quase 7 bilhões de dólares no primeiro trimestre. Segundo a matéria, isso foi possível graças à forte retomada no segmento de banco de investimentos, crescimento na Europa e à queda de empréstimos duvidosos nos Estados Unidos.


O maior banco da Europa informou ter progredido na reestruturação e cortado 14 mil postos de trabalho desde o ano passado como parte do plano do presidente-executivo Stuart Gulliver de aumentar a rentabilidade.


(Com informações do Uol)

Jornal Midiamax