Geral

Sindicato dos bancários e dos vigilantes protestam por manutenção de portas giratórias

Membros dos sindicatos dos bancários e dos vigilantes protestam pacificamente na manhã deste sábado (14) nas esquinas das ruas 14 de Julho e Barão do Rio Branco, distribuindo panfletos de conscientização sobre a manutenção de portas giratórias nas entradas dos bancos. A iniciativa de retirá-las é dos próprios bancos, mas pode acontecer somente em lugares […]

Arquivo Publicado em 14/04/2012, às 12h56

None
Membros dos sindicatos dos bancários e dos vigilantes protestam pacificamente na manhã deste sábado (14) nas esquinas das ruas 14 de Julho e Barão do Rio Branco, distribuindo panfletos de conscientização sobre a manutenção de portas giratórias nas entradas dos bancos.
A iniciativa de retirá-las é dos próprios bancos, mas pode acontecer somente em lugares que não tenham lei de proibição. Em Campo Grande, existe a intenção, porém o Sindicato dos Bancários é contra.
Os bancos alegam que a retirada se deve ao grande número de processos judiciais por danos morais. Os processos foram movidos por clientes constrangidos diante de dificuldades de acesso às agências após o travamento das portas.
Para a presidente do sindicato dos bancários de Mato Grosso do Sul, Iaci Azamor Torres, a decisão dos bancários não visa a segurança dos próprios clientes. “Estamos aqui hoje para pedir a colaboração das pessoas para colocar os adesivos que estamos distribuindo nos carros, para que o manifesto seja de conhecimento geral da população”, explica.
Os dois sindicatos planejam ainda fazer uma coleta de assinaturas para mostrar aos bancos que não é da vontade da população a retirada das portas das agências.
“Isso expõe muito os clientes, os seguranças e os bancários, dando livre acesso aos bandidos no interior dos bancos. A tendência é aumentar o número de roubos com esta decisão”, diz Iaci. 
Jornal Midiamax