Geral

Shevchenko vence duelo de ídolos e ofusca clássico em dia de protesto e lesão inusitada

O jogo mais esperado do dia era o clássico França e Inglaterra pela tradição das duas seleções e a rivalidade histórica entre os dois países. Mas Andriy Shevchenko roubou a atenção ao garantir a vitória para a Ucrânia por 2 a 1 sobre a Suécia e foi o protagonista do primeiro dia de competições do […]

Arquivo Publicado em 11/06/2012, às 23h13

None

O jogo mais esperado do dia era o clássico França e Inglaterra pela tradição das duas seleções e a rivalidade histórica entre os dois países. Mas Andriy Shevchenko roubou a atenção ao garantir a vitória para a Ucrânia por 2 a 1 sobre a Suécia e foi o protagonista do primeiro dia de competições do grupo D da Eurocopa.


Além de fazer a alegria da torcida jogando em seu país, Shevchenko venceu o duelo contra outro ídolo do Milan, Slatan Ibrahimovic. O sueco também balançou as redes, mas não igualou a grande atuação do rival que saiu de campo ovacionado.


O feito foi ainda mais especial porque deve ser a única participação do jogador em uma Eurocopa. É a primeira vez que na história que a Ucrânia disputa o torneio e Shevchenko já é um veterano com 35 anos. Ele, inclusive, adiou sua aposentadoria da seleção apenas para estar em campo.


A idade começou a pesar para o atleta que enfrentou problemas físicos antes da competição. Mas depois do feito, todos os problemas desapareceram. “Eu me sinto ótimo, como se eu tivesse 20 anos, então eu me sinto bem”.


“Sinto menos adrenalina no meu corpo agora, mas mais na minha cabeça. Eu tentei estar no meu melhor, e fui bem sucedido. Este foi um jogo histórico para nós, uma grande vitória”, disse, ao canal de televisão alemão ZDF.


Jornal Midiamax