Geral

Sem pretensões, Santos e Palmeiras buscam motivação na despedida

Um clássico entre Santos e Palmeiras geralmente é cercado pelo ambiente de decisão e rivalidade. Porém, neste sábado, nenhum dos oponentes tem qualquer pretensão no encerramento do Campeonato Brasileiro. Às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, Peixe e Verdão buscam ao menos uma despedida honrosa neste fim de competição. O já rebaixado time de Gilson […]

Arquivo Publicado em 01/12/2012, às 21h12

None

Um clássico entre Santos e Palmeiras geralmente é cercado pelo ambiente de decisão e rivalidade. Porém, neste sábado, nenhum dos oponentes tem qualquer pretensão no encerramento do Campeonato Brasileiro. Às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, Peixe e Verdão buscam ao menos uma despedida honrosa neste fim de competição.

O já rebaixado time de Gilson Kleina quer pelo menos interromper uma série de cinco jogos sem vitórias na temporada. Ao contrário da rodada passada, quando colocou o time repleto de garotos, o treinador aposta agora em uma base reforçada por atletas mais experientes, como o atacante Hernán Barcos, que cumpriu suspensão automática, assim como o volante Márcio Araújo e o zagueiro Román.

O zagueiro Maurício Ramos está quase recuperado de lesão muscular e vai jogar no sacrifício, permitindo que Artur volte a atuar como lateral direito. Independentemente da situação do Verdão no campeonato, Kleina acredita na disposição de seu time neste sábado.

“O jogador já tem de estar motivado só por vestir a camisa do Palmeiras. Sabemos o que representa este último jogo, que é contra o Santos, dando uma responsabilidade muito forte pela nossa profissão”, ponderou.

Jornal Midiamax