Geral

Sem Cielo, revezamento do Brasil no 4×100 m livre é eliminado

Sem Cesar Cielo, principal estrela do Brasil na natação, a equipe verde e amarela do revezamento 4×100 m livre não conseguiu se classificar para a final da modalidade, cravando apenas o nono melhor tempo. A liderança da prova ficou com o time da Austrália. No último sábado, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) anunciou […]

Arquivo Publicado em 29/07/2012, às 10h47

None

Sem Cesar Cielo, principal estrela do Brasil na natação, a equipe verde e amarela do revezamento 4×100 m livre não conseguiu se classificar para a final da modalidade, cravando apenas o nono melhor tempo. A liderança da prova ficou com o time da Austrália.


No último sábado, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) anunciou a ausência de Cielo do revezamento com a justificativa de poupar o atleta para as provas de 50 m livre e 100 m livre. Com isso, o Brasil caiu na piscina com Nicolas Oliveira, Bruno Fratus, Nicolas Santos e Marcelo Chierighini.


 Nas três primeiras posições a disputa foi bastante acirrada, entre australianos, americanos e franceses. Porém o primeiro lugar ficou com a Austrália, que terminou o revezamento com 3min12s29, seguido pelos Estados Unidos, com 3min12s59, e pela França, com 3min12s77.


 Apesar da ausência de Cielo, o australiano James Magnussen, rival do brasileiro nos Jogos, competiu normalmente e ajudou seu país a avançar.


 O oitavo e último tempo entre os classificados foi da Itália, que encerrou a prova com 3min15s78. O Brasil, que ficou em nono, terminou a competição em 3min16s14, despedindo-se da Olimpíada.


 A final da prova será realizada ainda neste domingo, às 17h (de Brasília), no Centro Aquático da capital britânica.

Jornal Midiamax