Geral

São Paulo aparenta confiança sobre julgamento e Conmebol diz que nada está definido

O São Paulo segue confiante de que não receberá nenhum tipo de punição pela confusão da final da Copa Sul-Americana. A poucos dias do julgamento que acontecerá na Conmebol, o clube diz não trabalhar com a possibilidade de perder o Morumbi na Copa Libertadores. “Nós já apresentamos nossa defesa lá no Paraguai, com o Adalberto […]

Arquivo Publicado em 26/12/2012, às 18h06

None

O São Paulo segue confiante de que não receberá nenhum tipo de punição pela confusão da final da Copa Sul-Americana. A poucos dias do julgamento que acontecerá na Conmebol, o clube diz não trabalhar com a possibilidade de perder o Morumbi na Copa Libertadores.



“Nós já apresentamos nossa defesa lá no Paraguai, com o Adalberto [Baptista, diretor de futebol]. Aliás, já tínhamos mandado antes. Estamos aguardando o julgamento”, disse Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, vice-presidente tricolor.



A confusão começou com a briga entre jogadores de São Paulo e Tigre dentro do gramado e terminou com um confronto entre seguranças tricolores e jogadores argentinos no vestiário. A pancadaria teve de ser apartada pela polícia. O Tigre, dizendo-se vítima de agressão, não voltou ao segundo tempo e a partida terminou com apenas 45 minutos disputados.



A confusão rodou o mundo, revoltou os argentinos e foi parar na Conmebol. O caso deve ser um dos primeiros a serem julgados pelo novo tribunal da entidade sul-americana, que vai deliberar sobre casos deste tipo. O Bolívar, adversário do São Paulo na Libertadores, pediu para não jogar na casa tricolor. Até agora, no entanto, a entidade não se pronunciou sobre o assunto.



“Que eu saiba, isso [possíveis punições ao São Paulo] só vai ser decidido em janeiro. Até porque ainda vai haver um julgamento”, disse Hildo Nejar, representante brasileiro na Conmebol.


Jornal Midiamax