Geral

Santos supera o Inter em noite de show e de 3 gols de Neymar

O primeiro clássico brasileiro na Taça Libertadores-2012 terminou com vitória do Santos por 3 a 1 sobre o Internacional, em noite de Neymar, autor de todos os gols de sua equipe, na Vila Belmiro. A partida só foi transmitida pela Fox Sports, que ainda não está na grade de Sky e Net, detentoras de 70% […]

Arquivo Publicado em 08/03/2012, às 00h15

None
342867765.jpg

O primeiro clássico brasileiro na Taça Libertadores-2012 terminou com vitória do Santos por 3 a 1 sobre o Internacional, em noite de Neymar, autor de todos os gols de sua equipe, na Vila Belmiro.


A partida só foi transmitida pela Fox Sports, que ainda não está na grade de Sky e Net, detentoras de 70% dos cerca de 12 milhões de assinantes de TV paga do país. Desse modo, cerca de 10 milhões de assinantes ficaram sem ver a partida.


Esses torcedores não puderam um show do atacante Neymar, que além de fazer os gols da vitória santista, acertou a trave do goleiro do Inter, Muriel, em outra oportunidade e aplicou lindos dribles durante todo o jogo. O gol do time colorado foi anotado pelo centroavante Leandro Damião.


Antes de dar o seu espetáculo particular, Neymar aproveitou a ocasião para abraçar o ex-chefe Dorival Júnior. O camisa 11 foi um dos pivôs da saída conturbada do treinador, que conquistou dois campeonatos pelo Santos.


O jogo foi válido pela segunda rodada do grupo 1 da Taça Libertadores e colocou o Santos na vice-liderança do grupo 1 com três pontos, mesma pontuação do Inter.


O líder e o boliviano The Strongest, que venceu os santistas na estreia e o peruano Juan Aurich na segunda partida.


O próximo compromisso santista na Libertadores será no dia 13, contra o Juan Aurich, no Peru. Dois dias depois, o Inter enfrenta o The Strongest.


O jogo


O técnico do Inter, Dorival Júnior, optou pela saída do atacante Dagoberto para a entrada do volante Elton e pagou caro pela estratégia defensiva no primeiro tempo.


Sem qualidade para a saída de bola, o trio de volantes formado por Guiñazú, Bolatti e Elton foi presa fácil para a marcação sob pressão exercida pelo Santos. Com esse cenário, os donos da casa criaram inúmeras chances na etapa inicial.


Em apenas dez minutos de jogo, o time de Muricy Ramalho só não abriu o marcador pela imprecisão dos seus jogadores.


Aos 9min, Neymar recebeu passe de Juan na área e bateu forte, mas em cima de Muriel. No lance seguinte, o camisa 11 fez ótima jogada na esquerda e rolou para a área, onde a bola chegou a Ibson, que disparou chute completamente torto.


Com tamanho volume de jogo, porém, o Santos conseguiu abrir o marcador aos 18min em cobrança de pênalti sofrido por Borges e convertido por Neymar.


Após o tento, o Inter até esboçou uma reação com lance perigoso de Nei pela direita, mas a tentativa do time colorado parou nesse lance e os comandados de Dorival Júnior passaram a sofrer com os dribles de Neymar, Borges e Ganso. Nos primeiros 45 minutos, Índio e Elton levaram cartões amarelos.


O Santos continuava superior na partida e só não ampliou o marcador na etapa inicial porque a trave parou Neymar quando o camisa 11 finalizou com força passe recebido de Arouca.


No segundo tempo, Dorival Júnior desfez o esquema com três volantes e voltou com o argentino Datolo no lugar do volante Elton. Neymar, porém, não deu tempo para que a nova formação do Inter mostrasse poder reação.


Aos 9min, Neymar carregou a bola, em velocidade, desde a intermediária, pedalou e passou por dois marcadores, Na saída do goleiro Muriel, o atacante santista deu um leve toque na bola, suficiente para encobrir o arqueiro adversário e selar com chave de ouro o seu golaço.


Com a desvantagem de dois gols, Dorival Júnior resolveu lançar o Inter ao ataque e sacou D’Alessandro e Bolatti para as entradas de Dagoberto e Tinga.


No primeiro lance ofensivo após as mudanças, Oscar ganhou jogada na área com o corpo e cruzou rasteiro para Leandro Damião descontar aos 18min.


Um minuto depois, porém, Neymar voltou a mostrar sua genialidade. Com destreza e velocidade, o camisa 11 carregou a desde a intermediária, invadiu a área e com um novo toque por cobertura mandou a bola para o fundo das redes de Muriel.


Mesmo com Leandro Damião, Dagoberto, Datolo, Oscar e Tinga em campo, o Inter não conseguiu criar chances ofensivas que pudessem colocar em risco a vitória santista.


Com o resultado praticamente garantida, Muricy Ramalho ainda deu um descanso para Fucile e Ibson e lançou Bruno Rodrigo e Elano na partida. A dupla, porém, pouco teve de mostrar, pois Neymar já havia decidido o jogo a favor dos santistas.


Jornal Midiamax