Geral

Santa Rita do Pardo leva público de 2,9 mil pessoas ao Cine Sesi Cultural

Foram exibidos os filmes “Os Filmes Que Eu Não Fiz”, “O Palhaço”, “Até o Sol Raiar”, “Eu e Meu Guarda-Chuva”, “Vida Maria” e “Enrolados”

Arquivo Publicado em 31/07/2012, às 13h37

None
1244651841.jpg

Foram exibidos os filmes “Os Filmes Que Eu Não Fiz”, “O Palhaço”, “Até o Sol Raiar”, “Eu e Meu Guarda-Chuva”, “Vida Maria” e “Enrolados”

Com a proposta de levar cinema de graça para as cidades do interior onde não há salas de exibição de filmes, o Cine Sesi Cultural reuniu 2.950 pessoas no fim de semana em Santa Rita do Pardo com as produções “Os Filmes Que Eu Não Fiz”, “O Palhaço”, “Até o Sol Raiar”, “Eu e Meu Guarda-Chuva”, “Vida Maria” e “Enrolados”. Segundo a produtora do Cine Sesi em Mato Grosso do Sul, Acidália Azevedo, para receber o público foi montada, na Praça da Bíblia, no centro da cidade, a estrutura composta por tela gigante de 5 metros de altura e 500 cadeiras, além de projetor de 35 milímetros instalado dentro do caminhão de onde os filmes são projetados, bem como som com três vias de 3 mil watts cada e projetor Hi-Light Xenon de 2 mil watts, proporcionando qualidade às exibições.


Ela destacou que o melhor dia em termos de público na cidade foi sábado (28/07), quando 1,2 mil pessoas prestigiaram a exibição de três filmes, sendo um longa e dois curtas metragens. Em Mato Grosso do Sul, o projeto já foi visto por 98,2 mil pessoas de 30 municípios nos anos de 2010 e 2011 e tem meta de atingir público de 100 mil pessoas em 32 cidades neste ano de 2012. Até o momento, o Cine Sesi já foi visto por mais de 14.200 pessoas nos municípios de Cassilândia, Selvíria, Três Lagoas, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Brasilândia, Anaurilândia e Santa Rita do Pardo.


Em todo o País quase 3 milhões de pessoas de 559 cidades espalhadas por 8 Estados foram beneficiadas, caracterizando-se como um festival de cinema itinerante com a proposta de levar cinema para os municípios que não possuem salas de exibição em funcionamento. Segundo o presidente da Fiems, Sérgio Longen, a Diretoria do Sistema Indústria orgulha-se de reunir na primeira etapa 52,2 mil pessoas e 46 mil na segunda edição. “Esse projeto de responsabilidade social contribui para divulgar as ações do Sesi no Estado e, mais do que nunca, estamos cumprindo com o nosso compromisso de levar cultura e lazer às diversas comunidades do Estado”, disse.


Para o superintendente do Sesi, Michael Gorski, a continuidade de um projeto, que já beneficiou quase 100 mil pessoas em dois anos de realização em Mato Grosso do Sul, demonstra a preocupação da entidade com a responsabilidade social. “Por meio do Cine Sesi, estamos mostrando à população do Estado que, além de saúde, educação e cidadania, também podemos levar cultura e lazer para as cidades do Estado”, pontuou.

Jornal Midiamax