Geral

Rio Verde recebe a última viagem do Ônibus da Saúde

Com o objetivo de realizar os procedimentos que geralmente são escassos no interior, o “Ônibus da Saúde” percorre o Estado levando à população carente de medicina especializada em oncologia um atendimento digno, para que as chances de cura possam ser maiores. Depois de ter passado por 22 cidades, realizando cerca de 5 mil atendimentos, entre […]

Arquivo Publicado em 15/12/2012, às 10h47

None

Com o objetivo de realizar os procedimentos que geralmente são escassos no interior, o “Ônibus da Saúde” percorre o Estado levando à população carente de medicina especializada em oncologia um atendimento digno, para que as chances de cura possam ser maiores. Depois de ter passado por 22 cidades, realizando cerca de 5 mil atendimentos, entre exames de colo de útero, biópsias e até microcirurgias, as atividades de 2012 do “Ônibus da Saúde” serão encerradas hoje(15).


A última viagem do ano tem como destino Rio Verde, município distante 194 quilômetros de Campo Grande. A unidade móvel estará estacionada desde às 7h, na rua Semiramis s/nº, em frente ao Hospital Municipal. As consultas são agendadas previamente pela equipe da Cassems e pelo SUS municipal.


A seleção dos pacientes é realizada conforme a necessidade e o tempo de atraso dos exames é um dos elementos fundamentais na hora da escolha. Equipado com instrumentos modernos e com doze profissionais especializados, o ônibus de prevenção ao câncer leva atendimento de qualidade à população..


Mais do que a inovação no tratamento de oncologia, o Ônibus da Saúde tem o objetivo de promover um trabalho social, resolvendo os problemas da população e trazendo o bem estar às pessoas de comunidades afastadas, que não tiveram a chance de realizarem exames ou tratamentos na Capital.


O câncer do colo de útero é o segundo mais comum entre as mulheres no Brasil. É uma doença silenciosa, sem sintomas nas fases iniciais, daí a importância em realizar a prevenção. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que foram identificados cerca de 18 mil novos casos da doença no Brasil em 2010. (Com informações da assessoria Cassems)

Jornal Midiamax