Geral

Rejeição de Giroto sobe e é a maior entre os candidatos a prefeito de Campo Grande

Sexta rodada da pesquisa DATAmax mostra que a rejeição do candidato governista Edson Giroto (PMDB) subiu para 26,3% e é a maior entre os sete postulantes à Prefeitura de Campo Grande, principal colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul. No levantamento anterior, 22,3% dos entrevistados informaram jamais votar no governista. Alcides Bernal (PP), líder da […]

Arquivo Publicado em 17/09/2012, às 14h11

None
2030899192.jpg

Sexta rodada da pesquisa DATAmax mostra que a rejeição do candidato governista Edson Giroto (PMDB) subiu para 26,3% e é a maior entre os sete postulantes à Prefeitura de Campo Grande, principal colégio eleitoral de Mato Grosso do Sul. No levantamento anterior, 22,3% dos entrevistados informaram jamais votar no governista.


Alcides Bernal (PP), líder da disputa eleitoral, conforme pesquisa do DATAmax, tem rejeição de 5,4%, quase cinco vezes menor que a reprovação de Giroto. Na amostragem anterior, a rejeição do candidato do PP era de 3,3%.


Vander Loubet (PT) é o segundo mais rejeitado, com 19,8% das citações. Dos quatro melhores colocados na disputa pela prefeitura da Capital, Reinaldo Azambuja (PSDB) apresenta o menor percentual de reprovação, com 2,3%.


Em Suél Ferranti (PSTU), 5,8% dos entrevistados se negam a votar, enquanto 2,9% rejeitam Marcelo Bluma (PV). Dos sete candidatos, Sidney Melo (PSOL) aparece com menor percentual de reprovação, com 1,3% das citações.


Rejeitam todos os candidatos 1% dos entrevistados e 25,4% informaram não reprovar nenhum deles. Votos indecisos somaram 9,8%.


O DATAmax ouviu 480 campo-grandenses entre os dias 13 e 15 de setembro e a margem de erro da pesquisa é de 4,5% para mais ou para menos. O grau de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) no dia 12 de setembro, com o número MS 00177/2012.

Jornal Midiamax