Geral

Rejeição a Giroto continua maior que a intenção de votos

O candidato do PMDB à Prefeitura de Campo Grande, deputado federal Edson Giroto, continua com a maior rejeição no segundo turno da eleição em Campo Grande. Entre os entrevistados da terceira pesquisa DATAmax para o segundo turno, 38,86% disseram que não votam no candidato governista. O percentual supera os 33,94% que declararam votar em Giroto […]

Arquivo Publicado em 27/10/2012, às 15h41

None
3395659.jpg

O candidato do PMDB à Prefeitura de Campo Grande, deputado federal Edson Giroto, continua com a maior rejeição no segundo turno da eleição em Campo Grande. Entre os entrevistados da terceira pesquisa DATAmax para o segundo turno, 38,86% disseram que não votam no candidato governista. O percentual supera os 33,94% que declararam votar em Giroto nos votos válidos da pesquisa estimulada.

O candidato Alcides Bernal é rejeitado por 18,76% dos entrevistados. No Caso de Bernal, o número é três vezes menor que os 66,06% que lhe preferem como prefeito de Campo Grande em 2012.

Entre os entrevistados, 2% disseram que rejeitam os dois candidatos, 39,05% declararam que não rejeitam nenhum dos candidatos e 1,33% disseram que não sabem ou preferiram não se manifestar.

Na primeira pesquisa, Giroto era rejeitado por 42,6%, passou para 43,3% e agora tem 38,86%. Já Bernal tinha 13,3%, passou para 15% e agora tem 18,76%.

O DATAmax ouviu 1050 eleitores entre os dias 22 e 26 de outubro de 2012. A margem de erro é de 3,0% para mais ou para menos. O grau de confiança é de 95%. O levantamento foi contratado pelo Midiamax e está registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o número MS-390/2012.

Jornal Midiamax