Geral

Receita Federal intima contribuintes em 2ª fase de operação que investiga fraudes no IR

Valores falsos inseridos na Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física foram descobertos cinco dias para o encerramento do prazo de entrega do documento, em abril deste ano

Arquivo Publicado em 30/07/2012, às 14h09

None

Valores falsos inseridos na Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física foram descobertos cinco dias para o encerramento do prazo de entrega do documento, em abril deste ano

Três meses após a descoberta de um esquema de fraudes em declarações do Imposto de Renda Pessoa Física, em Campo Grande, a Receita Federal deflagra nesta segunda-feira (30), a 2ª fase da operação Malha 12.


Os valores falsos inseridos na Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física foram descobertos cinco dias para o encerramento do prazo de entrega do documento, em abril deste ano.


Durante investigação conjunta da Receita Federal, Polícia Federal e Ministério Público Federal, foi verificado que contribuintes inseriam deduções fictícias (despesas médicas, planos de previdência privada, despesas com educação e declaração de dependentes inexistentes), para receber indevidamente depois da declaração.


A 2ª fase da operação inicia com o envio do primeiro lote de intimações aos contribuintes que não retificaram suas declarações dos exercícios 2008 a 2012, para comprovarem as deduções informadas. Após ser intimado o contribuinte perde o direito de retificar suas declarações e tem 30 dias para apresentar a documentação solicitada.


Se não comprovar as deduções pleiteadas estará sujeito à multa de até 150% além das implicações na esfera penal. Em caso de não atendimento à intimação, a multa pode ser agravada e chegar a 225%.


Quem já retificou ou vier a retificar antes do recebimento da intimação deve apresentar os documentos do que foi mantido na declaração retificadora à DRF Campo Grande para ter suas declarações liberadas e livrar-se da multa de até 225%.


O balanço das ações será divulgado em coletiva a ser realizada amanhã, no auditório da sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil, na avenida Desembargador Leão Neto do Carmo, Parque dos Poderes.

Jornal Midiamax